Ministério do Esporte Projeto com apoio da Lei de Incentivo ao Esporte forma campeãs brasileiras de rúgbi
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Projeto com apoio da Lei de Incentivo ao Esporte forma campeãs brasileiras de rúgbi

O Ministério do Esporte tem colaborado diretamente com a evolução do rúgbi, uma das modalidades que mais cresce no Brasil. O Curitiba Rúgbi Feminino, time paranaense do Vivendo o Rúgbi (VOR), projeto patrocinado pela Lei de Incentivo ao Esporte, venceu a Copa Cultura Inglesa de Verão, equivalente ao Campeonato Brasileiro da modalidade, na categoria juvenil. Com esse resultado, a tendência é que algumas atletas possam ser convidadas pela Confederação Brasileira de Rúgbi (CBRu) para compor a seleção brasileira que se prepara para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Além disso, as 12 jogadoras da equipe campeã - entre titulares e reservas - estarão habilitadas em 2014 a pleitear o benefício do programa Bolsa-Atleta, do Ministério do Esporte, na categoria nacional.

O Campeonato Brasileiro juvenil, disputado em janeiro por adolescentes de 14 a 18 anos, reuniu mais de 300 atletas e equipes de seis estados. O palco do evento esportivo foi o estádio Hermínio Espósito, em Embu das Artes (SP).

O Vivendo o Rúgbi conta com R$ 154 mil patrocinados por empresas paranaenses. As companhias de Energia Elétrica (Copel) e de Gás (Compagás) e a empresa de fornecimento de refeições Risotolândia destinaram 1% do Imposto de Renda devido para o projeto desportivo social, com foco no alto rendimento.

O VOR  atende a cerca de 200 alunos de quatro unidades escolares da Rede Municipal. As escolas Júlia Amaral Dilena, Papa João Paulo XIII, Professor Erasmo Pilotto e São Miguel participam do projeto e a Prefeitura de Curitiba cede os ônibus para o transporte dos estudantes. Quatro vezes por semana, meninos e meninas conhecem a técnica e praticam o esporte.

Metodologia
Com a adoção de uma metodologia desenvolvida pela supervisora Wanda Jentzsch, pós-graduada em educação física escolar, os estudantes conhecem os valores, as regras e a prática do rúgbi. O ensinamento é conduzido pelos monitores do projeto, todos acadêmicos ou professores de educação física.

Valores como amizade, responsabilidade, respeito e companheirismo são vividos dentro e fora de campo, e os alunos acabam aplicando na vida o que aprendem no projeto. Resultados positivos como a melhoria da autoestima e do rendimento escolar dos alunos fazem parte de um universo em que todos são importantes. "O rúgbi tem essa característica de não excluir ninguém por altura ou peso, o que melhora também a integração social", ensina Wanda Jentzsch.

Carla Belizária
Foto: Rodrigo Bellé/Divulgação
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla