Ministério do Esporte Projetos da Lei de Incentivo no DF recebem visita técnica para avaliação da aplicação de recursos
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações:  (61) 3217-1875E-mail:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Projetos da Lei de Incentivo no DF recebem visita técnica para avaliação da aplicação de recursos

Com o intuito de aprimorar a Lei de Incentivo ao Esporte e fiscalizar o andamento dos projetos aprovados, o diretor do Departamento de Incentivo e Fomento ao Esporte (DIFE), Antônio Alcantara, e o coordenador-geral de Desenvolvimento da Política de Financiamento ao Esporte, Jander de Andrade, acompanharam a execução de três projetos em Brasília nesta quarta-feira (17.07). As iniciativas envolvem projetos com tênis, futsal e corrida de rua.

“As visitas são importantes para verificar, do ponto de vista técnico, se o que foi proposto está sendo executado. O acompanhamento também serve de orientação para os coordenadores, para que futuramente possam dar continuidade aos projetos”, explica Antônio Alcantara.

Aulas do Instituto Tênis, no Setor de Clubes Norte de Brasília (DF)Aulas do Instituto Tênis, no Setor de Clubes Norte de Brasília (DF)

O Instituto Tênis, a Associação Desportiva de Futsal do Distrito Federal e a Arte, Vida e Esporte Sob Medida tiveram a oportunidade de apresentar de que forma os recursos captados a partir das Lei de Incentivo ao Esporte repercutem na vida de mais de dois mil beneficiários, entre crianças, adolescentes, adultos, idosos e pessoas com deficiência.

A visita técnica integra uma série de ações programadas pelo DIFE para acompanhar a execução e dar visibilidade aos projetos, além de garantir o fortalecimento da Política Nacional do Esporte por meio dos recursos previstos na Lei de Incentivo ao Esporte.

O projeto do Instituto Tênis teve a chancela para captar R$ 1.050.672,22 e busca capacitar profissionais, proporcionar a vivência do esporte à população menos favorecida e contribuir com a criação de hábitos saudáveis. Segundo os coordenadores, atinge 3.989 pessoas, sendo 2.400 crianças, 1.369 adolescentes e 220 adultos, em 55 locais diferentes e em cidades como Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Vila Velha (ES), Guarapari (ES), Natal (RN) e Curitiba (PR). Na capital federal, o núcleo atua no Motonáutica, no Setor de Clubes Norte, e tem como objetivo beneficiar até 200 professores e 2.000 alunos.

Já a Associação Desportiva de Futsal do Distrito Federal tem como público-alvo atletas mulheres de classes menos favorecidas e que estejam matriculadas regularmente em instituições de ensino. O conceito é revelar e preparar atletas para representar o Brasil por meio do futsal. Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o projeto obteve chancela para captar R$ 180.852,92 e tem núcleos ativos no Guará e no Cruzeiro, regiões administrativas do Distrito Federal.

Já o projeto RPM 6 atua no Parque da Cidade, na região central do Plano Piloto, e traz uma nova proposta de atendimento: orientação para a prática de atividades ao ar livre, com a intenção de promover a integração social e cultural. O projeto, com licença para captar R$ 1,3 milhão pela Lei de Incentivo, tem como objetivo beneficiar 1.890 pessoas, sendo 30 crianças, 200 adolescentes, 1.500 adultos, 150 idosos e 10 pessoas com deficiência, não só em Brasília, mas também em Florianópolis, Goiânia e Rio de Janeiro.

Ascom – Ministério da Cidadania
 

 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla