Ministério do Esporte Jogos Universitários Brasileiros têm início em Brasília com disputas em esportes de areia
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Jogos Universitários Brasileiros têm início em Brasília com disputas em esportes de areia

Vôlei de praia e futebol de areia em disputa no Parque da Cidade. Fotos: Luiz Roberto Magalhães/Ascom - Ministério da CidadaniaVôlei de praia e futebol de areia em disputa no Parque da Cidade. Fotos: Luiz Roberto Magalhães/Ascom - Ministério da Cidadania
 
Teve início nesta quarta-feira (20.03), em Brasília, os Jogos Universitários Brasileiros - Jogos de Praia 2019. A etapa do JUBS na capital federal reúne 342 participantes, entre atletas e integrantes das comissões técnicas, de nove estados – Rio de Janeiro, Ceará, Rio Grande do Norte, Roraima, Pernambuco, Goiás, São Paulo, Amazonas e Minas Gerais –, além do Distrito Federal. Os representantes disputam, até sábado (23,03), nas quadras de areia do Parque da Cidade (em frente ao estacionamento número 12), provas de beach hand (handebol de praia), beach soccer, futevôlei e vôlei de praia.
 
Os JUBS serão disputados neste ano em oito etapas. Além das modalidades de areia, haverá etapas de lutas (caratê, judô, taekwondo, luta olímpica, wushu e jiu-jítsu), basquete 3x3, futebol de 7 e raquetes (badminton, tênis, tênis de mesa), além do xadrez.
 
Há, ainda, quatro disputas por conferências, que reúnem atletas das modalidades de quadra (futsal, vôlei, handebol e basquete), divididos por regiões (Norte, Nordeste, Sul e Central).
 
A fase final reunirá as três melhores equipes de cada conferência em cada modalidade e, nesta fase, haverá competições também de atletismo, natação, E-Games (Fifa e Leagues os Legends) e judô, além do paradesporto.
 
Representantes do Uninassau Recife no vôlei de praia, as irmãs peruanas Lisbeth e Medalyn venceram, por 2 x 0, com parciais de 21/13 e 21/14, a dupla da Universidade de Fortaleza Natália e Raiana.
 
“Achei as quadras e o local muito bonitos”, elogiou Lisbeth, de 18 anos, estudante de marketing. Ela e a irmã, de 19 anos, que cursa publicidade, moram em Recife há apenas três semanas. Atletas tanto do vôlei de praia quanto do vôlei de quadra, elas contam que o torneio é algo inédito para ambas.
 
“Nunca participamos de uma competição universitária. Para nós, vai ser uma boa preparação, pois na semana que vem vamos ao Chile disputar uma etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia que é classificatória para o Mundial Sub-21 da Tailândia”, conta Medalyn.
 
Pelo beach soccer, os representantes da Faculdade Mauá, de Brasília, enfrentaram o time do Universo, de Goiânia. A partida foi muito equilibrada e, depois de um empate em 6 x 6 no tempo normal e na prorrogação, o confronto foi para os pênaltis e os goianos levaram a melhor por 2 x 0 na melhor de três cobranças.
 
Coordenador de esportes e atleta do time da capital, Felipe Santos, 28 anos, conta que o time foi improvisado para defender Brasília na areia. “Brasília é muito bem representada no JUBS em modalidades como basquete, futsal e vôlei. Mas nos esportes em areia não temos tanta tradição. Ano passado, ficamos em segundo lugar no JUBS nacional no futsal e agora vamos disputar o Sul-Americano universitário em Tunja, na Colômbia, de 20 a 26 de maio”, ressaltou Felipe.
 
“O futebol de areia não é nossa especialidade. Esse time é o nosso time de futsal. A diferença entre os dois esportes é muito grande. Ainda temos mais dois jogos, amanhã e na sexta, e vamos ver o que acontece. Mas a partida de hoje foi boa, apesar de termos perdido”, continuou o jogador brasiliense.
 
Luiz Roberto Magalhães – rededoesporte.gov.br
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla