Ministério do Esporte Salvador recebe última turma da terceira etapa do Curso de Avaliação de Riscos para Estádios de Futebol
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Salvador recebe última turma da terceira etapa do Curso de Avaliação de Riscos para Estádios de Futebol

O Curso de Avaliação de Riscos para Estádios de Futebol começou, nesta segunda-feira (03.12), em Salvador. Realizada pelo Ministério do Esporte, a capacitação reúne integrantes de 26 estados, além do Distrito Federal. A terceira etapa visa, em especial, à atuação de seus participantes na Copa América de futebol 2019, que será disputada no Brasil, além dos campeonatos regionais e do Brasileirão do ano que vem. 
 
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
 
O bloco final está sendo ministrado na Federação Bahiana de Futebol (FBF), até a próxima quinta-feira (06), e conta com a participação de representantes de órgãos das áreas de segurança e gestão de estádios dos estados da Bahia, da Paraíba, do Sergipe, das Alagoas, do Espírito Santo e do Rio Grande do Sul.
 
A capacitação tem como objetivo central criar um protocolo de atuação das forças policiais e instituições especializadas em segurança nos estádios, para que atuem de maneira integrada, sistematizada e eficaz no combate à violência nas arenas de futebol. O curso se baseia na utilização de metodologias de avaliação de riscos consagradas por sua aplicação prática bem-sucedida, em especial nos últimos grandes eventos realizados no país.
 
O Curso de Avaliação de Riscos para Estádios de Futebol é uma iniciativa do Ministério do Esporte, tendo à frente a Coordenadoria de Governança, Gestão e Segurança em Eventos Esportivos (COGES) e a Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, com a parceria da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).
 
Um dos idealizadores do curso e responsável por sua formatação/execução, o coordenador-geral da COGES, Coronel Aristeu Leonardo, fez uma apresentação para os alunos da turma de Salvador explicando o que é a qualificação e quais seus objetivos centrais. 
 
“É um prazer estar aqui na Federação Bahiana de Futebol, em nome do Ministério do Esporte, e poder disponibilizar essa capacitação a todos os participantes”, comentou, felicitando o atual presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues, pela parceria e desejando sucesso ao próximo comandante da entidade, Ricardo Lima, que assume a presidência da federação em janeiro do ano que vem.  
 
Capacitações anteriores
A abertura desta terceira etapa do curso aconteceu no dia 05 de novembro, com as implementações do Bloco 1, em Goiânia, que reuniu alunos de Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins; e do Bloco 5, em Manaus, com integrantes do Amazonas, Roraima, Maranhão, Rondônia, Acre e Amapá - ambos os blocos se encerraram no dia 08/11. Entre os dias 26 e 29 de novembro, foram realizados outros dois blocos: o Bloco 2, em Belo Horizonte, que contou com alunos de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná; e o Bloco 3, na cidade de Recife, com participantes de Pernambuco, Piauí, Pará, Rio Grande do Norte e Ceará.
 
Etapa inaugural
A etapa inaugural do curso ocorreu no mês de março deste ano, tendo sido composta por oficiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) e integrantes da Federação de Futebol do estado (FFERJ). Já a segunda etapa aconteceu de 08 a 11 de outubro e foi voltada aos servidores da Secretaria de Ordem Pública do Rio de Janeiro (SEOP) e de integrantes da FFERJ, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e do Ministério Público.  E o princípio programático é o mesmo desde o início: uma atuação profilática e preventiva das forças de segurança no tocante aos grandes eventos esportivos.
 
Marco Senna, do Rio de Janeiro
Ministério do Esporte
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla