Ministério do Esporte Brasil fecha Campeonato Mundial Militar de Judô com 17 medalhas
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil fecha Campeonato Mundial Militar de Judô com 17 medalhas

A equipe brasileira composta por 18 atletas convocados para o 38° Campeonato Mundial Militar de Judô, no ginásio poliesportivo do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), no Rio de Janeiro (RJ), encerrou a competição com 10 medalhas de ouros e sete de bronzes. O Brasil também garantiu a liderança no quadro geral de medalhas.

No primeiro dia de competições (8.11), as equipes masculina e feminina foram campeãs, garantindo as primeiras medalhas de ouro para o Brasil. No segundo dia do torneio (9.11) e primeiro das disputas individuais, foram quatro ouros - Rafaela Silva (57 kg), Eric Takabatake (60 kg), Charles Chibana (66 kg) e Jéssica Pereira (52 kg) - e três bronzes - Gabriela Chibana (48 kg), Tamires Crude (57 kg) e Marcelo Contini (73 kg).

No último dia da competição, não foi diferente. O Brasil faturou 8 medalhas, começando pela conquista do bronze de Alexia Castilhos (63kg) por waza-ari no golden score sobre a polonesa Agata Ozdoba.

O primeiro ouro do Brasil na disputa deste domingo (10.11) foi de Eduardo Yudy (81 kg) que venceu o russo Alan Khubetsov com 2 waza-ari (ippon) e levantou a torcida. Em seguida foi a vez do bronze por waza-ari de Eduardo Bettoni (90kg) que ganhou do chinês Wei Wang no golden score.

 

E teve mais ouro com Rafael Macedo (90kg) por waza-ari no francês Lorenzo Pericone e Samanta Soares (78kg), que venceu a luta depois de forçar o 3° shido na russa Aleksandra Babintseva.

O quarto e último ouro do dia foi da judoca Maria Suelen Altheman (78 kg), que venceu a francesa Julia Tolofua com um ippon. É a terceira vez que Suelen conquista o título em um mundial militar. “Estou muito feliz de ganhar no quartel que eu sirvo com a torcida do Brasil. O judô tem sido cada vez mais valorizado pelo público e estou muito feliz por isso também. Peguei essa adversária também na final por equipes, momento que fui mais estratégica e pude aproveitar os erros dela. Hoje, ela veio um pouco diferente, abriu mais, o que foi bom para mim”, conta.

O último confronto foi a conquista do bronze de David Moura (+100kg) que venceu Yahya Hasaba (SYR) por 2 waza-ari (ippon). O judoca conquistou um lugar ao pódio na primeira participação em um mundial militar. “Essa medalha tem uma importância muito grande para mim. Quero que ela seja a primeira de muitas. Eu sofri um estiramento na virilha na preparação para o mundial e senti muito essa lesão hoje, com contraturas lado oposto. Mas aproveitei isso para me superar porque são situações que podem acontecer nas olimpíadas. Tudo é treino, e a gente tem que saber usar positivamente. E foi o que eu fiz hoje”, diz.

Resultados

Medalha de ouro: Eric Takabatake (60kg), Jéssica Pereira (52kg), Charles Chibana (66kg), Rafaela Silva (57kg), Samanta Soares (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Eduardo Yudy Santos (81kg) e Rafael Macedo (90kg). Por equipes masculina e feminina.

Medalha de bronze: Gabriela Chibana (48kg), Tamires Crude (57kg), Marcelo Contini (73kg), Alexia Castilhos (63kg), Eduardo Bettoni (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e David Moura (+100kg).

5º lugar: Daniel Cargnin (66kg) e Ellen Santana (70 kg).

Mundial Militar

O Mundial Militar de Judô 2018 contou com o total 150 judocas de 19 países: Brasil, Rússia, China, França, Sérvia, Polônia, Myanmar, Arábia Saudita, Chile, Cazaquistão, Catar, Síria, Ucrânia, Tunísia, Kuwait, Burquina Faso, Holanda e Eslovênia. Do Brasil foram 18 judocas, nove homens e nove mulheres, que fazem parte do Programa de Incorporação de Atletas de Alto Rendimento às Forças Armadas Brasileiras (Paar) do Ministério da Defesa (MD).

Os judocas Eric Takabatake, Daniel Cargnin, Charles Chibana, Marcelo Contini, Rafael Macedo, Leonardo Gonçalves, David Moura, Jéssica Pereira, Rafaela Silva e Maria Suelen Altheman são beneficiados pelo programa Bolsa Atleta do Ministério do Esporte, na categoria Pódio. Yanka Pascoalino e Ellen Santana também recebem o auxílio, nas categorias internacional e nacional, respectivamente.

O torneio faz parte do calendário do CISM, é organizada pela Marinha do Brasil (MB) e realizada no Cefan sob a coordenação dos ministérios da Defesa e do Esporte do Brasil. O suporte técnico ao evento fica a cargo da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e da Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro (FJERJ).

Cristiane Rosa, do Rio de Janeiro – Rededoesporte.gov.br

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla