Ministério do Esporte Projeto Esporte e Lazer da Cidade: O exemplo das senhoras de Tanguá
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Projeto Esporte e Lazer da Cidade: O exemplo das senhoras de Tanguá

A Praça da Juventude, em Tanguá, município a cerca de 70 quilômetros do Rio de Janeiro, é um lugar de renovação. Ali, um grupo de senhoras e senhores se reuniu para dizer “não” ao sedentarismo. O que nasceu da união dos moradores se transformou em algo poderoso, que mudou a vida de muita gente.

Em Tanguá, o Projeto Esporte e Lazer da Cidade – PELC, do Ministério do Esporte, trouxe mais qualidade de vida aos beneficiados. Por meio de atividades físicas, eles descobriram uma nova rotina. Hoje, há mais saúde física e psicológica e mais autoestima entre os frequentadores da Praça da Juventude.

Neste vídeo, o ex-jogador de vôlei Tande, campeão olímpico com a Seleção Brasileira em 1992, foi conhecer o projeto da Praça da Juventude e ouviu relatos emocionantes, como o de Edilamar Orfatus, de Antidonila da Conceição e de Jilceia Andrade, todas alunas do PELC.

“Tenho 11 lesões na coluna e oito hérnias de disco. Quando os médicos disseram que eu não poderia andar, não poderia fazer exercício físico, eu me atrevi e estou aqui. Eu era coadjuvante e hoje sou protagonista. Sou dona do meu nariz, vou para onde quero, porque o projeto também nos ensina isso: a ser protagonista, a se comandar, a se direcionar”, conta Edilamar.

“Tenho seis filhos, 18 netos e 12 bisnetos. Sou gari da Prefeitura há quase 20 anos. Fiquei um ano afastada do trabalho por causa de hérnia de disco, artrose... Eu venho aqui para fazer (exercício) pela manhã e saio, pego a mochila em casa e vou trabalhar. Eu ainda trabalho. Não tem canseira”, conta Antidonila, 63 anos. “O projeto me fez viver mais, querer mais, amar mais e estar de bem com a vida”, emenda Jilceia.

A Praça da Juventude é mais um exemplo de sucesso do Projeto Esporte e Lazer da Cidade. Criado em 2003, o PELC, além de proporcionar a prática de atividades físicas, culturais e de lazer que envolvem todas as faixas etárias e pessoas com deficiência, estimula a convivência social, a formação de gestores e lideranças comunitárias, favorece a pesquisa e a socialização do conhecimento e contribui para que o esporte e o lazer sejam tratados como políticas e direitos de todos.

Ministério do Esporte
 

 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla