Ministério do Esporte Casa da equipe inglesa durante os Jogos Rio 2016, centro de treinamento da UFMG atende crianças e jovens em sete esportes
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Casa da equipe inglesa durante os Jogos Rio 2016, centro de treinamento da UFMG atende crianças e jovens em sete esportes

No andar superior, atletas da natação e do nado sincronizado ocupam as duas modernas piscinas. No térreo, equipes de taewkondo da base ao alto rendimento treinam em pisos especiais para a modalidade. Na pista de atletismo com chancela máxima da Federação Internacional de Atletismo, crianças e adolescentes correm, arremessam e saltam no mesmo palco adotado pela equipe olímpica da Grã-Bretanha na reta final de preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

É nesse cenário que funciona o Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). As instalações receberam nesta quinta-feira (14.09) a visita do secretário nacional de alto rendimento do Ministério do Esporte, Rogério Sampaio.

Um termo de cooperação de R$ 9,8 milhões entre o Ministério do Esporte e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) foi assinado em 2013 para aquisição de material esportivo e pagamento de recursos humanos para três modalidades (atletismo, taekwondo e caratê). A intenção da visita foi avaliar o uso dos equipamentos e pensar em potenciais projetos futuros.

Medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de 1992, em Barcelona, Rogério conheceu a estrutura para sete modalidades, que inclui salas de musculação e ginástica, ambiente para treinamento de força e fisioterapia, e que conta com atuação constante de profissionais de educação física, nutrição, psicologia e de ciências do esporte para transformar o trabalho com atletas em conhecimento científico.

Piscina de 50m do Centro de Treinamento Esportivo da UFMG. Foto: UFMGPiscina de 50m do Centro de Treinamento Esportivo da UFMG. Foto: UFMG


"O que a gente vê é um trabalho muito bem feito, uma instalação moderna e, tão importante quanto isso, é a pesquisa aqui desenvolvida. Hoje não tem como pensar no esporte de alto rendimento sem a ciência atrelada ao treinamento”, comentou Sampaio. Ele fez, inclusive, uma comparação com os tempos em que era atleta. "Na minha época, era normal a gente fazer muitos treinos usando 100% da energia e intensidade o tempo todo. Hoje, há uma gradação mais sensata, que ajuda a dar longevidade ao organismo dos atletas e traz melhores resultados nas competições", disse.

Medalhista olímpica e atleta do judô, Ketleyn Quadros explicou, em entrevista recente ao rededoesporte.gov.br, o diferencial das instalações mineiras. "Aqui a gente consegue de tudo um pouco: consigo fazer um treino específico para o judô na musculação. Se precisar correr, a gente tem pista de atletismo. É um centro de treinamento de excelência, que favorece não só os atletas que estão começando, como os mais experientes", afirmou.

rededoesporte.gov.br

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla