Ministério do Esporte Brasil começa Dusseldorf com um bronze de Phelipe Pelim
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil começa Dusseldorf com um bronze de Phelipe Pelim

Foto: DivulgaçãoFoto: DivulgaçãoO Brasil chegou a duas disputas de medalhas no Grand Prix de Dusseldorf nesta sexta, 24, primeiro dia da competição na Alemanha. Phelipe Pelim (60kg) e Eleudis Valentim (52kg) venceram três lutas, perderam apenas uma e foram em busca do bronze. Na decesão contra o espanhol Francisco Garrigos, Pelim conseguiu um ippon no segundo minuto de golden score e garantiu os 350 pontos no Ranking Mundial. Na outra disputa, Eleudis enfrentou a romena Alexandra-Larisa Florian e acabou sofrendo o ippon, terminando em quinto lugar.

Pelim foi o brasileiro que chegou mais longe nas preliminares já que só parou na semifinal ante o campeão mundial sênior de 2014, o mongol Boldbaatar Ganbat, ao sofrer um waza-ari no golden score. Antes, havia passado, na estreia, pelo alemão Lukas Klemm com um waza-ari. Nas oitavas-de-final, uma pedreira, o campeão mundial de 2015 Yeldos Smetov, do Cazaquistão. Mas Phelipe conseguiu controlar bem a luta e venceu por waza-ari graças a um poderoso osoto-gari. Nas quartas-de-final precisou de 24 segundos no golden score para conseguir projetar o britânico Ashley Mckenzie e vencer por waza-ari, garantindo a vaga na semifinal, onde enfrentou outro campeão mundial, Ganbat Boldbaatar, da Mongólia. Dessa vez, o brasileiro levou a pior no golden score com o adversário pontuando por um waza-ari.  

Eleudis Valentim, por outro lado, começou sua caminhada na Alemanha vencendo a romena Anamaria Ionita por waza-ari. Nas oitavas-de-final, passou pela cazaque Aigunim Tuteikova ao forçar três punições para a adversária. Nas quartas, foi derrotada por Gili Cohen, de Israel, depois de ser punida pela terceira vez com um minuto e 23 de golden score. Um waza-ari garantiu a vitória contra a alemã Nieke Nordmeyer na repescagem e a classificação para a disputa de medalha contra a romena Florian.

Os outros quatro brasileiros que lutaram nesta sexta não chegaram ao bloco final. Gabriela Chibana (48kg) passou por Vanesa Aleman (CUB) por ippon, mas foi derrotada por Funa Tonaki (JPN) nas oitavas. Desempenho idêntico ao do primo, Charles Chibana (66kg), que venceu Nathan Katz (NZL) por dois waza-aris, mas caiu nas oitavas-de-final contra Norihito Isoda(JPN). Marcelo Fuzitav(66kg) e Tamires Crude (57kg) foram derrotados na primeira luta por Tal Flicker (ISR) e Sumiya Durjsuren (MGL), respectivamente.

A competição continua no final de semana, com mais brasileiros em ação. Mariana Silva (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Barbara Timo (70kg), Amanda Oliveira (70kg), Marcelo COntini (73kg), Eduardo Barbosa (73kg) e Vinícius Panini (81kg) lutarão no sábado, a partir das 6h, enquanto Rochele Nunes (+78kg), Tiago Camilo (90kg), Léo Gonçalves (100kg) e Ruan Isquierdo (+100kg) lutarão no domingo, no mesmo horário. As disputas de medalha começam às 13h, com transmissão ao vivo pelo www.ippon.tv.

Fonte: CBJ

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla