Ministério do Esporte No vôlei de praia, Brasil conquista dois ouros, uma prata e um bronze na primeira etapa de 2017
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

No vôlei de praia, Brasil conquista dois ouros, uma prata e um bronze na primeira etapa de 2017

Foto: Divulgação/CBVFoto: Divulgação/CBV
O fim de semana foi especial para o vôlei de praia brasileiro. Após dois ouros e duas pratas no Major Series dos Estados Unidos, pelo Circuito Mundial, foi a vez de o país conquistar mais quatro medalhas na abertura do Circuito Sul-Americano 2017 na noite deste domingo (12.02). Ouro para Jô/Vitor Felipe (PB) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), prata para Tainá/Victoria (SE/MS) e bronze com Arthur Lanci e George (PR/PB) na etapa do Chile.
 
Com o ouro nos dois naipes, o Brasil larga na frente com 200 pontos no ranking geral, que define os campeões da temporada. Apenas a dupla mais bem colocada de cada país garante os pontos no ranking, mesmo que outros times cheguem ao pódio. A próxima etapa do tour continental será de 3 a 5 de março, em Lima, no Peru.
 
A final feminina foi uma repetição de um duelo da primeira fase, com as compatriotas brasileiras se enfrentando. Após um lindo jogo, equilibrado, Ana Patrícia e Rebecca salvaram um match point e viraram no final do tie-break: 2 sets a 1 (21/12, 18/21, 17/15) sobre Tainá e Victoria (SE/MS). Repetição da dobradinha verde e amarela de Fort Lauderdale.
 
"São duas duplas que se conhecem muito bem, nos enfrentamos muitas vezes nos torneios no Brasil e tínhamos consciência de que seria difícil, como foi na primeira fase, também decidido no tie-break. Foi um espetáculo para todos que estavam acompanhando e é muito bom para o Brasil, mostra a força do nosso vôlei de praia", disse Ana Patrícia.
 
As paraguaias Erika e Michelle, que mais cedo tinham sido derrotadas por Ana Patrícia e Rebecca, se recuperaram e ficaram com o bronze. Elas venceram por 2 sets a 0 (21/12, 21/13) as chilenas Rivas e Mardones - derrotadas por Tainá e Victoria na outra semifinal. 
 
A final masculina foi o jogo que fez a arena montada na praia de La Serena. Os paraibanos Jô e Vitor Felipe encararam os donos da casa e atletas olímpicos Marco e Esteban Grimalt. E deu Brasil, em um grande jogo contra os primos chilenos: 2 sets a 0, com duplo 21/18.
 
"Foi um jogo muito difícil, contra uma grande dupla. Fomos muito parceiros, muito companheiros, e acredito que isso fez a diferença no final para conquistarmos a vitória. Mesmo nos momentos difíceis. A torcida chilena vibrou, mas foi educada, acolhedora e deixou o espetáculo completo, foi um torneio excelente", destacou Jô.
 
Na disputa de bronze, Arthur Lanci e George - derrotados na semifinal para os primos chilenos-, superaram os uruguaios Cairus e Vieyto , que caíram para Jô e Vitor, por 2 sets a 0 (21/13, 21/16), levando o Brasil ao quarto pódio em La Serena.
 
O ranking do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada etapa. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, e reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte. 
 
A temporada 2017 será composta por seis paradas regulares e uma etapa final, que vale mais pontos. Os critérios usados pela CBV na convocação são a posição do ranking de entradas do Circuito Brasileiro (a dupla inscrita com melhor colocação) e uma dupla Sub-23 escolhida pela entidade por critérios técnicos.
 
Fonte: CBV
 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla