Ministério do Esporte Brasil fatura três ouros, duas pratas e um bronze no Campeonato Sul-Americano
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil fatura três ouros, duas pratas e um bronze no Campeonato Sul-Americano

Divulgação/CBJDivulgação/CBJ
O Brasil conquistou três ouros, duas pratas e um bronze no Campeonato Sul-Americano, realizado no domingo (30.10), no Coliseo Regatas – Sede Filial Deportes, em Lima, no Peru. Eleudis Valentim (52kg), Phelipe Pelim (60kg) e Daniel Cargnin (66kg) foram campeões. Nádia Merli (70kg) e Gustavo Assis (90kg) ficaram em segundo e Nathália Mercadante (48kg) conquistou o bronze.
 
A melhor campanha entre os brasileiros foi do jovem Daniel Cargnin, de apenas 18 anos. Com um desempenho impecável, ele venceu todas as suas quatro lutas no Sul-Americano por ippon.  Ele passou por Javier Vargas (CHI), Lenin Preciado (ECU), campeão dos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015; Jesus Mendosa (PER) e, na final, derrotou Juan Sebastian Perez (CHI).
 
Em uma categoria abaixo, Phelipe Pelim (60kg) também foi muito bem. Venceu suas três primeiras lutas - Roberto Jara (PER), Diego Lopez (CHI) e Nehuen Melita (ARG) - por ippon. Na decisão, numa luta equilibrada, passou por John Futtinico (COL) na diferença de punições.
 
O terceiro ouro veio com Eleudis Valentim (52kg), que também fez quatro lutas no Sul-Americano. Na primeira, conseguiu um yuko contra Diana Diaz (ECU). Depois vieram vitórias sobre Oritia Gonzalez (ARG), Francesca Alamos (CHI) e Abi Cardozo Madaf (ARG), todas por ippon.
 
Nádia Merli (70kg) e Gustavo Assis (90kg) só foram derrotados na decisão. Nádia começou com vitórias sobre Mayte Mejia (PER) por ippon e Anahi Galeano (ARG) na diferença de punições.  Na decisão, acabou sofrendo um ippon de Vanessa Chala (ECU). Já Gustavo passou Jose Osorio (PER) e Francisco Balanta (COL), ambas por ippon. Na decisão, contra o chileno Rafael Romo, acabou derrotado por um wazari.
 
E o único bronze foi de Nathália Mercadante (48kg). Ela venceu Keisy Perafan (ARG) por yuko e Natalie Romero (PER) por ippon, mas, na semifinal, foi derrotada por Diana Cobos (ECU). Na disputa pelo bronze, venceu Chrisel Ramirez (PER), também por ippon.
 
O próximo compromisso da Seleção brasileira é o Grand Slam de Tóquio, de 2 a 4 de dezembro. Já no calendário nacional, o Grand Prix Interclubes Masculino, no Ginásio do Esporte Clube Pinheiros, nos dias 5 e 6 de novembro, é o próximo compromisso.
 
Fonte: CBJ
Ascom - Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla