Projeto Sinais

O Ministério da Cidadania lançou em dezembro de 2019 o Projeto Sinais, com atividades culturais, esportivas e de cidadania voltadas às pessoas com deficiência auditiva. A iniciativa tem como público-alvo os inscritos nos programas de transferência de renda do governo, como o Bolsa Família. Na primeira etapa, participam cinco municípios – que irão oferecer as atividades nas Estações Cidadania, já no próximo ano. A escolha de cada um deles partiu de um levantamento que identificou o maior número de surdos inseridos nos programas sociais. São eles: Araucária (PR), Abaetetuba (PA), Salvador (BA), Aparecida de Goiânia (GO) e São Bernardo do Campo (SP).


Para a implementação da proposta, o Ministério da Cidadania investiu cerca de R$ 1,8 milhão. Em todo o Brasil, existem cerca de 10 milhões de surdos ou pessoas com alguma deficiência auditiva. O projeto é resultado de uma parceria entre o Ministério da Cidadania, por meio das secretarias Especiais do Desenvolvimento Social e do Esporte, Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura, e Ministério da Educação. A iniciativa conta ainda com o apoio do Pátria Voluntária, programa de voluntariado do governo federal. 

 

A meta é atender ao menos 100 pessoas surdas por núcleo da Estação Cidadania, a partir dos seis anos de idade. Além disso, serão reservadas 70% das vagas para pessoas com deficiência auditiva durante toda a vigência do projeto. As outras vagas poderão ser ofertadas também para as famílias dos surdos.