Ministério do Esporte Brasil ocupa segunda posição no quadro geral de medalhas da Gymnasíade
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil ocupa segunda posição no quadro geral de medalhas da Gymnasíade

Os atletas brasileiros que competem na 16ª Gymnasíade não param de surpreender. Devido ao excelente desempenho nas competições, o Brasil já ocupa a segunda posição no quadro geral de medalhas nos Jogos Mundiais Escolares, em Trabzon, na Turquia. O feito supera a colocação da última Gymnasíade, realizada em Brasília, em 2013, em que o país conquistou o terceiro lugar.

Foto: ISFFoto: ISF

Até o momento, o Brasil está atrás apenas dos anfitriões, a Turquia, que por sediarem o evento têm o direito de disputar com duas equipes a mais em cada modalidade, portanto, o dobro da equipe brasileira. O terceiro lugar está sendo disputado por Índia e França.

No terceiro dia de competições, nesta quinta-feira  (14.07), o atletismo ganhou destaque ao conquistar 14 medalhas. No total, já são 18, somando-se as quatro conquistas no primeiro dia: Vinícius Moraes e Erick Cardoso, ouro e prata nos 100m, respectivamente, e Mariana Estêvão (ouro) e Ludimila Cardoso (prata). São nove ouros, seis pratas e três bronzes na modalidade. E esse número tende a aumentar, pois os atletas ainda concorrem a diversas provas nesta sexta-feira (15.07).

A competição no atletismo no terceiro dia teve destaque pelas quebras de recordes. Saymon Rangel, do Rio Grande do Sul, além do ouro no arremesso de peso, bateu o recorde brasileiro na modalidade. As velocistas Nátalia Carolina e Rita de Cássia também bateram recordes nos 100m com barreiras. Natália ficou com o bronze enquanto Rita levou a prata.

Foto: ISFFoto: ISF

A atleta escolar Micaela Rosa, de Santa Catarina, levou o ouro nos 100m e Tainara Gonçalves, de Mato Grosso, o bronze. No martelo, as atletas paulistas Isabele Soares e Angélica Rodrigues também superaram suas marcas e conquistaram as medalhas de prata e bronze, respectivamente. No salto em altura, a gaúcha Pyetra vai trazer para casa a medalha de prata.

O ótimo desempenho do atletismo brasileiro seguiu o exemplo do caratê, que levou 17 medalhas, com 22 atletas na delegação, sendo cinco ouros, duas pratas e dez bronzes. Sete medalhas foram conquistas no primeiro dia de competição.

Foto: CBDEFoto: CBDEOutras modalidades
Ainda subiram ao pódio as meninas da ginástica rítmica, que cativaram a plateia com a belíssima apresentação e garantiram a medalha de prata no conjunto e de bronze na classificação geral. A natação já soma 13 medalhas, divididas em cinco ouros, quatro pratas e quatro bronzes, com conquistas como a de Thiago Alves, do Rio Grande do Sul, que levou a prata.

Nesta sexta-feira (15.07), o Brasil disputa medalhas no tênis de campo, xadrez, ginástica aeróbica, ginástica artística e atletismo. Os atletas também vão desfrutar de um dia cultural, proporcionado pelos anfitriões, com visitas a pontos turísticos da região.

Liliane Borba, com informações da CBDE

Ascom - Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla