Ministério do Esporte Universíade 2015: Após quatro dias de disputas, Brasil acumula um ouro e um bronze
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Universíade 2015: Após quatro dias de disputas, Brasil acumula um ouro e um bronze

O Brasil chegou ao quarto dia de competições nas Olimpíadas Universitárias 2015 (Universíade), em Gwangju, na Coreia do Sul, com uma medalha de ouro e outra de bronze, conquistadas neste domingo (05.07). Na natação, Henrique Martins venceu a final dos 50m borboleta e colocou a bandeira verde e amarela no lugar mais alto do pódio. Já o judoca Gustavo Assis foi bronze na categoria até 90 kg. Os dois medalhistas são contemplados com a Bolsa Atleta do Ministério do Esporte.

» Recursos do Ministério do Esporte garantem participação do Brasil na Universíade 2015

A CBDU celebrou 18 convênios com o Ministério do Esporte desde 2008, totalizando R$ 29 milhões. Os repasses permitiram a participação das delegações em torneios mundiais, Universíades de verão e inverno, além da realização de campeonatos nacionais e regionais. O Ministério do Esporte também apoia os desportistas universitários com o pagamento de duas Bolsas-Pódio e outras 76 Bolsas-Atleta dentre os 203 integrantes da delegação.

Foto:  FotojumpFoto: Fotojump

Medalhista de prata com o revezamento 4x100m livre há quatro anos, na China, o paulista Henrique Martins, de 23 anos, voltou ao campeonato universitário com um único objetivo: ganhar uma nova medalha. Finalista da prova com o segundo melhor tempo no geral, o atleta da Unisul simplesmente “voou” na decisão e ganhou o ouro com o tempo de 23.22, 0.22 a frente do bielorusso Yauhen Tsurkin.

“Depois da eliminatória, vimos que dava para ganhar esta medalha de ouro. Procuramos ajustar algumas coisas antes da final, meu técnico me deixou mais tranquilo e acabou dando tudo certo. Conquistei a medalha e fiz um ótimo tempo”, destaca Henrique, que conta sua evolução desde a prata em 2011. “A principal diferença é a experiência. Aqui, eu sabia tudo o que tinha que fazer. Entrei focado para competir e vencer. Lá era tudo muito novo, era minha primeira competição. Estava maravilhado com a Vila, fiquei deslumbrado com tudo” recorda o nadador, que ainda disputará em Gwangju (COR) as provas dos 50m e 100m livre, 50m costas e 100m borboleta.

Foto: FotojumpFoto: Fotojump

No judô, coube ao estreante Gustavo Assis, de 20 anos, manter a trajetória vitoriosa da equipe brasileira na modalidade. O mineiro da Faculdade Pitágoras, campeão da Liga de Desporto Universitário de Lutas, competição organizada pela CBDU que valeu vaga para a Universíade 2015, alcançou o bronze após derrotar adversários do Quirguistão, Lituânia, Uzbequistão e República Tcheca. A única derrota foi para Khasan Khalmurzaev, da Rússia, que posteriormente levou o ouro.

“Foi uma luta dura, um adversário (o tcheco David Klammert) que já conhecia, com um estilo tradicional europeu, mas eu o estudei com meus técnicos e consegui encaixar um golpe perfeito”, conta o brasileiro, que ficou surpreso com a competição na Coreia do Sul. “Não imaginava esse tamanho. Já havia ouvido falar na Universíade, mas quando cheguei aqui foi um baque. Está sendo muito legal”, complementa.

E por pouco a seleção brasileira de judô não conseguiu mais medalhas no domingo. Amanda Oliveira (até 70 kg) e Rafael Macedo (até 81 kg) chegaram a brigar pelo bronze, porém caíram na decisão. Nesta segunda-feira (06.07), no entanto, o dia foi atípico para a modalidade: Eleudis Valentim (até 52 kg), Marcelo Fuzita (até 66 kg) e Igor Pereira (até 73 kg) chegaram a ir para repescagem, porém não progrediram e se despediram da competição nas disputas individuais.

Foto: FotojumpFoto: Fotojump

No vôlei, a seleção masculina, representada pela universidade UNOESC, de Chapecó (SC), acumula duas vitórias e uma derrota. A equipe venceu na estreia Hong Kong por 3x2 (parciais de: 30/28, 23/25, 24/26, 25/13 e 15/11) e na sequência bateu a Colômbia por 3x1 (parciais de: 25/21, 25/18, 18/25 e 25/18). Mas, nesta segunda-feira o Brasil, em uma partida muito disputada, acabou derrotado por 3x2 pelo Japão (parciais de 25/22, 21/25, 20/25, 25/21 e 13/15).

Entre as mulheres, Mariana Alves, com 16 pontos, conduziu a vitória sobre a Finlândia, por 3 a 1 (25/17, 21/25, 25/20 e 25/16) na estreia. Na segunda partida, a seleção encarou as japonesas e, assim como no masculino, perdeu por 3x2 (parciais de: 23/25, 25/23, 27/25, 25/23 e 13/15).

No duelo seguinte, um dos principais clássicos do vôlei mundial, Brasil e Estados Unidos se enfrentaram em jogo que prometia bastante emoção. Mas o time feminino universitário brasileiro tratou de facilitar o embate. Recuperadas da derrota no dia anterior para o Japão, a seleção verde a amarela fez 3x0 (parciais de: 25/13, 25/19 e 25/12). Com 17 pontos, Bruna Honório, da UNIP, comandou a vitória canarinho.

No futebol masculino, o Brasil venceu a Malásia, por 2x1, na estreia. Os gols foram de Ricardo Augusto (22’ 1ºT) e Thaciano Mickael (35’ 1ºT) para o Brasil. Ibrahim Shahrul descontou para a equipe asiática (32’ 2ºT). Na sequência, a seleção perdeu de 1x0 para o Japão. O tento foi anotado por Hayama, aos 21’ do segundo tempo.

A estreia também foi tranquila no futebol feminino. As meninas lideradas pelo técnico Marcelo Salgado derrotaram a Polônia por 3 a 0. Os gols foram de Patrícia (20’ 1ºT), Daiane (30’ 2ºT) e Juliana (35’ 2ºT). Apesar do placar elástico, a goleira Maike teve atuação segura e fez pelo menos três defesas difíceis, impedindo as adversárias de vazarem a meta brasileira.

Foto: FotojumpFoto: FotojumpNo entanto, ao contrário do time masculino, as meninas venceram o segundo compromisso. O triunfo sobre a China teve um gosto especial. Medalha de prata na última edição do campeonato universitário, em Shenzhen (China), perdendo na final para as donas da casa, a seleção do técnico Maurício Salgado deu o troco, agora com sonoros 3 a 0.

A jogadora destaque da partida foi Thaisinha, autora de dois gols (42’ 1ºT e 36’ 2ºT). O outro gol foi de Larissa Pereira (13’ 2ºT). Com 100% de aproveitamento na competição e classificada para o mata-mata, a seleção encerra a primeira fase na quarta-feira (08.07), contra a Rússia.

"Atuei em todos os jogos até agora. Entrei como titular, fiz dois gols hoje e dei uma assistência, que vieram para coroar minha dedicação. Batalhei bastante para estar aqui e representar o Brasil, isso é o que importa para mim. Por onde passei conquistei títulos e na Universíade não quero que seja diferente”, afirma Thaisinha, que disputa pela segunda vez os Jogos Olímpicos Universitários.

No handebol, a estreia do time feminino, comandado pelo técnico Daniel Cubano, não deu chances para a China e venceu por 27 a 17. A armadora Bruna Rodrigues, da Universidade Federal do ABC, ditou o ritmo da partida, contribuindo com seis gols. O time volta à quadra do Ginásio Gurye nesta terça-feira (07.07) para desafiar o Uruguai.

» Resultados – 04/07:

Vôlei Masculino: Brasil 3 x 1 Colômbia - 25/21, 25/18, 18/25 e 25/18
Vôlei Feminino: Brasil 3 x 1 Finlândia - 25/17, 21/25, 25/20 e 25/16
Basquete Masculino: Brasil 78 x 33 Chile
Futebol Feminino: Brasil 3 x 0 Polônia
Polo Aquático Masculino: Brasil 6 x 18 Holanda

» Resultados – 05/07:

Basquete Masculino: Brasil 72 x 81 EUA
Basquete Feminino: Brasil 81 x 86 Taipei
Futebol Masculino: Brasil 0 x 1 Japão
Vôlei Feminino: Brasil 2 x 3 Japão - 23/25, 25/23, 25/27, 25/23 e 13/15
Polo Aquático Masculino: Brasil 10 x 14 França
Tênis Masculino Simples: Victor Maynard (BRA) 0 x 2 Martin Redlicki (EUA) - 4/6 e 3/6
Tênis Masculino Duplas: Thiago Pinheiro/Victor Maynard (BRA) 0 x 2 Austin Rapp/Martin Redlicki (EUA) - 1/6 e 2/6

» Resultados – 06/07:

Handebol Feminino: Brasil 27 x 17 China
Handebol Masculino: Brasil 28 x 31 Suíça
Vôlei Feminino: Brasil 3 x 0 EUA - 25/13, 25/19 e 25/12
Vôlei Masculino: Brasil 2 x 3 Japão - 25/22, 21/25, 20/25, 25/21 e 13/15
Futebol Feminino: Brasil 3 x 0 China
Basquete Feminino: Brasil 40 x 85 Austrália
Polo Aquático Masculino: Brasil 7 x 14 Itália
Badminton Equipe Mista: Brasil 0 x 5 Finlândia
Tênis Masculino Simples: Thiago Pinheiro (BRA) 0 x 2 Patrick Ofner (AUT) - 2/6 e 2/6

 

 

 

Ascom - Ministério do Esporte, com informações CBDU
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla