Ministério do Esporte Atletas oriundas do Segundo Tempo/Forças no Esporte fazem história no levantamento de peso
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Atletas oriundas do Segundo Tempo/Forças no Esporte fazem história no levantamento de peso

O Programa Segundo Tempo Forças no Esporte (Profesp), uma parceria do Ministério do Esporte com a Defesa, é um exemplo de que investir em programas sociais é uma das melhores ferramentas para massificar e transformar o Brasil em uma grande potência olímpica. A confirmação se consolidou no Campeonato Mundial de levantamento de peso Sub-17, disputado em Lima no Peru, este mês, com a conquista de uma medalha de ouro, uma prata e dois bronzes pelas atletas de levantamento de peso do Profesp, Aline Facciola e Emily Figueiredo.

A dupla do Segundo Tempo Forças no Esporte está fazendo história na modalidade. Ambas foram alunas do programa, que hoje beneficia 15 mil crianças, jovens e adolescentes, entre 6 e 18 anos, em áreas de vulnerabilidade social, em 70 cidades, de 25 estados brasileiros. O programa utiliza as instalações físicas dos clubes militares, os recursos do Ministério do Esporte, e a alimentação do Ministério do Desenvolvimento e Combate à Fome (MDS).    

Emily Figueiredo, que representou Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude, é fruto do programa social (Foto: Divulgação/COB)Emily Figueiredo, que representou Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude, é fruto do programa social (Foto: Divulgação/COB)

Segundo o encarregado da equipe de levantamento de peso do Profesp, tenente Carlos Henrique Aveiro, hoje são 40 alunos treinando o levantamento de peso olímpico, sob sua responsabilidade. As meninas Aline e Emily iniciaram as atividades em 2011, por meio de avaliações práticas no contraturno escolar. As duas atletas foram identificadas pelo tenente, e vêm acumulando histórias de vitória, após terem sido incentivadas pelo programa e encaminhadas para aperfeiçoamento de seus talentos, com treinamentos de nível de alto rendimento, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), no Rio de Janeiro. Em 2014 foram inseridas no programa as modalidades de esgrima, luta olímpica, atletismo e box.

A medalhista de ouro Aline Facciola, 15 anos, faz parte da seleção brasileira sub-17 e sub-20, é atual recordista brasileira em sua categoria, 48 kg. Foi campeã mundial Sub-17 no arranco e vice-campeã no somatório geral da mesma competição, em Lima, no Peru. Aline entrou para a história como a primeira atleta brasileira a conquistar o ouro na competição. Ela também foi vice-campeã Pan-Americana e Sul-Americana sub-17, em 2013, campeã Sul-Americana sub-17, em 2014 e vice-campeã Pan-Americana Sub-17, em 2014.

Pré-convocada para os Jogos Pan-Americanos 2015, em Toronto (Canadá), com chances de disputar as Olimpíadas Rio 2016, Aline participará no dia 22 de maio, da seletiva no Rio de Janeiro. Moradora de Acari (comunidade não pacificada do Rio de Janeiro), Aline às vezes tem que driblar as dificuldades encontradas em seu caminho para chegar ao centro de treinamento. Com o resultado obtido em Lima, a atleta está na briga por uma das vagas que o levará a representar o Brasil nos Jogos Olímpicos 2016.
 
Com apenas 1,47m de altura e pesando 43 kg, Emily Figueiredo conquistou a medalha de bronze na categoria até 44 kg, levantando um total de 145 kg. Ela ainda levou o bronze no arranco 85 kg e fechou na quarta posição no arremesso 80 kg. Emily foi a primeira brasileira a ganhar uma medalha na categoria 44 kg (até 17 anos). Ela foi eleita atleta destaque pela Federação Internacional da Modalidade (IWF).

No ano passado, Emily participou das Olimpíadas da Juventude na China, evento que reuniu mais de 4 mil atletas entre 14 e 18 anos. A atleta começou no esporte em 2011 e, com menos de quatro anos de treino, já está no topo do mundo entre as atletas de sua idade. A categoria até 44 kg é disputada apenas nas categorias de base. Em campeonatos mundiais e Jogos Olímpicos, o peso leve é até 48 kg. No ano passado, ela disputou algumas competições neste peso, voltando para os 44 kg no Mundial de Lima.

Antes de entrar para a modalidade levantamento de peso, Emily fez quatro anos de ginástica artística e um ano de saltos ornamentais. Ela é fã do ginasta Diego Hypólito, e quando treinava no Flamengo observava de perto a dedicação dele. “Sempre fui superconcentrada. Treino ruim não me abate. Minha frase preferida resume minha trajetória. Eu quero, eu posso, eu vou conseguir”, afirmou.

Além de Aline e Emily, também participam do programa Monique Araujo 3º sargento e vice-campeã dos Jogos Sul-Americanos no Chile, primeira brasileira a bater recorde internacional na categoria 75 kg. Monique treina no Cefan e vai disputar seletiva para os Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto. Outros atletas também estão em destaque e são oriundos do Profesp, da turma de 2009, Alexsandra Aguiar e Josué Lucas Ferreira.  Ambos são recordistas brasileiros em suas categorias, e treinam no Cefan.

Também fazem parte do programa, Rogério do Nascimento, da seleção sub-20, atual recordista brasileiro em sua categoria, e Thainara Aparecida Figueiredo, atleta de 15 anos, da seleção sub-17, atual recordista em sua categoria e promessa nacional para os Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, no Japão. Primeiro lugar no Campeonato sub-17, Mayara Oliveira, 13 anos, tem grandes possibilidades de medalha nas Olimpíadas da Juventude, em 2018, na Argentina, com condições de disputar vagas nas Olimpíadas de 2020.

Há no programa Segundo Tempo Forças no Esporte aproximadamente 30 atletas que já terão direito a participar do programa Bolsa-Atleta, nas próximas inscrições.
 

Cleide Passos
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook


 
 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla