Ministério do Esporte Jogos Mundiais dos Povos Indígenas reservam novidades para 2015
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Jogos Mundiais dos Povos Indígenas reservam novidades para 2015

Programados para acontecer em Palmas, Tocantins, durante o mês de setembro de 2015, em função do calendário do Povo Maia, da Guatemala, a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas reserva uma série de novidades para os próximos meses. Duas delas, apontadas pelo articulador dos Direitos Indígenas junto à Organização das Nações Unidas (ONU), Marcos Terena, dizem respeito à execução de um trabalho de aproximação com as universidades indígenas dos Estados Unidos e de estreitamento de laços com o presidente Evo Morales, da Bolívia.

“Precisamos nos aproximar de Evo Morales para apresentar a grandiosidade do que será o Mundial Indígena, que é o único presidente indígena no mundo, e também trocar experiências com instituições americanas indígenas de ensino superior para a formatação da experiência em nosso País”, justifica Marcos Terena.

As deliberações ocorreram mediante articulação intercontinental, realizada pelo Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC), a partir de encontro em outubro deste ano, na sede da ONU, em Nova Iorque. O encontro estabeleceu uma série de demandas, tendo como bandeira, o mundial indígena. Outra ação foi apontada por Terena. “A participação de 100 comunicadores indígenas de vários países, para cobertura do evento, em Palmas, capital do Tocantins também está entre as demandas a serem efetivadas”, anuncia, a terceira ação de trabalho, Marcos Terena.

Em reunião realizada em Brasília, com a Comissão Nacional dos Povos Indígenas (CNPI), as deliberações foram apresentadas. “A CNPI é um colegiado que reúne representantes de vários ministérios e indígenas de todo o País”, explicou Terena.

Para o mundial indígena são esperadas etnias de 30 países e a participação de cerca de dois mil atletas guerreiros. Entre as instalações a serem implantadas na aldeia do mundial indígena estão alojamento das etnias brasileiras, Oca Digital e dos Saberes, praça de alimentação com comidas típicas, refeitório, museu do índio e feira de artesanato. Instalações esportivas, como campo de beisebol, raia olímpica e arena.


Carla Belizária
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla