Ministério do Esporte Agentes sociais de leitura orientam aldeias indígenas a utilizar Programa Arca das Letras
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Agentes sociais de leitura orientam aldeias indígenas a utilizar Programa Arca das Letras

Foto: Francisco MedeirosFoto: Francisco Medeiros

Nos Jogos dos Povos Indígenas, em Cuiabá, os organizadores – Ministério do Esporte, Comitê Intertribal, Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), entre outros –, usam todos os recursos para incentivar a população indígena a interagir com o meio social e a aproveitar todos os meios disponíveis para melhorar a qualidade de vida dessa população, que foi fundamental para a formação da sociedade brasileira. Na arena Sucuri, os índios são orientados pelos agentes sociais do Programa Arca das Letras, do MDA, a participar desse programa que beneficia diariamente milhares de famílias do campo, formadas por indígenas e populações ribeirinhas, agricultores, assentados da reforma agrária, comunidades de pescadores e remanescentes quilombolas.

O trabalho do programa Arca da Leitura é tão importante e tão gratificante que a agente social de leitura e estudante de jornalismo, Alcinéia Pinho Cadete, da comunidade de Cantá, em Roraima, atende a 38 famílias da etnia Macuxi. “São 90 crianças que participam assiduamente do programa”, afirma Alcinéia que também mantém em sua cidade um grupo de teatro, com 15 crianças.

Atualmente, são 195 arcas em aldeias indígenas de 83 municípios, com mais de 29 mil livros didáticos, de literatura infantil, e livros com temáticas indígenas, escritos por autores indígenas. As bibliotecas são instaladas na casa dos agentes de leitura, ou na sede de usos coletivos – associações comunitárias, pontos de cultura e igrejas – de acordo com a escolha da comunidade e disponibilidade dos agentes.

Cada arca conta com um acervo inicial de 200 livros, selecionados para contribuir com o trabalho, a pesquisa e o lazer das populações que vivem no campo. Os exemplares são escolhidos de acordo com a indicação e demanda das famílias atendidas. Os acervos são formados por literatura infantil, para jovens e adultos, livros didáticos, técnicos, especializados e de referência ao exercício da cidadania.

 

Cleide Passos, de Cuiabá
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

 

 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla