Ministério do Esporte Fogo Ancestral ilumina a aldeia dos Jogos Indígenas, que começam hoje, em Cuiabá
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Fogo Ancestral ilumina a aldeia dos Jogos Indígenas, que começam hoje, em Cuiabá

 

Os deuses pareciam conspirar em favor de uma brilhante e próspera edição do maior evento Intertribal das Américas: os Jogos dos Povos Indigenas, em Cuiabá, capital do Mato Grosso. O acendimento do Fogo Ancestral, no fim da tarde desta sexta-feira (08.11), para iluminar a pira da arena dos Jogos mais parecia cenário de filme. Enquanto o sol desaparecia no horizonte, um arco-íris reafirmava suas cores na imensidão do céu azul para receber o ritual sagrado, encerrado com um ventainia que varreu a arena dos jogos como um sinal de novos tempos.
 
O ritual começou com uma desfile das 48 etnias nacionais. Os povos foram chamados, um a um, para ocupar a área localizada entre as ocas da Sabedoria e Digital. O povo Krahô chegou fazendo festa, enquanto os guerreiros Kaiapó contagiavam o público com a cantoria das mulheres e suas vestes nas cores amarelo-ouro e vermelho.
 
Assim, vestidos e pintados para a festa, os indígenas presenciaram a chegada do “grande espírito”. Segundo o diretor do Comitê Intertribal, Marcos Terena, o ritual de luz garante que nada de ruim acontecerá durante os Jogos.
 
O fogo sagrado que vai iluminar e proteger Cuiabá foi criado por lideranças espirituais de três etnias: Matis, Krahô e Manoki. Em seguida, as três chamas transformaram-se em uma única, conduzida e protegida por uma guerreira indigena Krahô. Essa chama será utilizada às 16h30 deste sábado (09.11), no acendiemento da pira dos Jogos Indígenas, durante a solenidade oficial de abertura do evento.
 
Entre as autoridades presentes à cerimonia, estavam o coordenador-geral de Politicas Esportiva Indígenas do Ministério do Esporte, Riveino Macuxi, o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, e o secretario estadual de Esporte e Lazer, Ananis Filho.
 
Abertura oficial
A abertura oficial da 12ª edição dos Jogos dos Povos Indígenas está marcada para as 16h30 deste sábado (09.11), na aldeia instalada no Jardim Botânico, localizado na região do Sucuri, em Cuiabá. O evento acontece até o dia 16, com a participação de 1.600 indios representantes de 48 etnias nacionais, além da participação de lideranças idígenas de 16 países. Com entrada gratuita, a cerimônia terá desfile das delegações indígenas e o acendimento da pira da competição.
 
Organizados pelo Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC), os Jogos são patrocinados pelo Ministério do Esporte e contam com a parceira da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), do governo do Mato Grosso e da prefeitura de Cuiabá. A edição deste ano conta com o envolvimento dos ministérios do Desenvolvimento Agrário, da Cultura, da Justiça e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, além da Infraero.

Carla Belizária, de Cuiabá
Foto: Francisco Medeiros
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook