Ministério do Esporte Com Magic Paula e Hortência, Atletas pelo Brasil apresentam ações para 2019
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações da Secretaria Especial do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Com Magic Paula e Hortência, Atletas pelo Brasil apresentam ações para 2019

Os atletas associados à organização sem fins lucrativos Atletas pelo Brasil apresentaram, nesta terça-feira (26.02), em Brasília, ações e projetos estratégicos de 2019 para o secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Vieira. Durante o encontro, a ex-jogadora de basquete e diretora presidente da entidade, Magic Paula, disse que a missão da pasta está alinhada com as expectativas da organização. “Estamos aqui para contribuir. Não queremos ficar distantes, pois queremos ajudar com a nossa expertise e vivência para melhorar o esporte e o país”, disse. 
 
Ao reunir atletas e ex-atletas de diferentes gerações e modalidades em prol da melhoria do esporte, a organização Atletas pelo Brasil é considerada uma iniciativa inédita no mundo. “O secretário Marco Aurélio tem a compreensão do esporte como um todo, não só o esporte que vemos pela televisão, conhecido como esporte de entretenimento. O pensamento dele está muito alinhado com as expectativas da nova gestão, que é o esporte que atende todas as pessoas, que valoriza o profissional e garante cidadania”, acrescentou Magic Paula. 
 
Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da CidadaniaFoto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania
 
Segundo o secretário Marco Aurélio, o esporte faz parte da integralidade da cidadania. “A secretaria saiu de ministério para integrar o Ministério da Cidadania. Hoje, temos uma experiência muito válida, pois entendemos que o esporte é construído por meio da cidadania. Porque no esporte a cidadania é plena, para que a pessoa tenha a liberdade de escolha, tenha a capacidade e a oportunidade de praticar alguma atividade física”, explicou. 
 
Os ex-atletas Nelson Aerts (tênis), Hortência Marcari (basquete), Pipoka (basquete), Rui Campos (vôlei) e o atleta de saltos ornamentais Hugo Parisi também participaram da reunião na sede da Secretaria Especial de Esporte.  
 
Nelson Aerts lembrou que originalmente o nome da organização era Atletas pela Cidadania. “Mudamos para Atletas pelo Brasil há dois anos. Estamos alinhados no pensamento de que o esporte é um direito. É isso que o Atletas propõe desde que foi fundado”, completou.
 
O Atletas pelo Brasil atua há 12 anos no país. Nesse período, os mais de 60 atletas associados contribuíram com a experiência e a credibilidade em prol do esporte nacional. “Esses mais de 60 atletas são profissionais que viveram do esporte, construíram com belas histórias de vida, mas que não esqueceram as raízes. Eles começaram nas escolas e nos clubes. São locais que sabemos do potencial de formar melhores cidadãos e que transmitem os valores humanos”, acrescentou Magic Paula.  
 
Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da CidadaniaFoto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania
 
Segundo a coordenadora de Advocacy do Atletas pelo Brasil, Silvia Gonçalves, a entidade acredita que o esporte é uma ferramenta de desenvolvimento humano. “Ficamos felizes pelo secretário estar aberto à contribuição. A gente acredita que a sociedade civil tem muito o que contribuir na área esportiva. Pela apresentação do secretário Marco Aurélio, vimos que a missão da pasta está alinhada com o que o Atletas faz e acredita: a valorização do esporte como desenvolvimento humano”, finaliza. 
 
Reunião da CNA
Em seguida, o secretário Marco Aurélio Vieira participou de uma reunião com a Comissão Nacional de Atletas (CNA). “A participação da comissão é fundamental. Nós somos o elo entre o secretário e os atletas”, afirmou a presidente da CNA, Hortência Marcari, ex-jogadora de basquete e um dos maiores nomes da modalidade. Também estiveram presentes no encontro o vice-presidente Virgilio de Castilho, do triatlo, Rui Campos, do vôlei, e Mosiah Rodrigues, coordenador-geral do programa Bolsa Atleta.
 
Ana Felizola e Breno Barros – Ministério da Cidadania
 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla