Ministério do Esporte Giulia Takahashi, Luan Gomes, João Paulo e Thayane Lemos são eleitos melhores atletas dos Jogos Escolares da Juventude
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Giulia Takahashi, Luan Gomes, João Paulo e Thayane Lemos são eleitos melhores atletas dos Jogos Escolares da Juventude

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) divulgou, nesta terça-feira (11.12), os nomes dos melhores atletas dos Jogos Escolares da Juventude 2018. Na etapa 12 a 14 anos, foram escolhidos Giulia Takahashi, do tênis de mesa, e Luan Gomes, do badminton. Na etapa de 15 a 17 anos, os premiados serão João Paulo Silva, da natação, e Thayane Lemos, do judô. Os quatro receberão as láureas durante o Prêmio Brasil Olímpico, cerimônia de gala do esporte brasileiro, no próximo dia 18, no Teatro Bradesco, no Rio de Janeiro.
 
O talento de Giulia Takahashi é genético. Irmã da atleta olímpica Bruna Takahashi, Giulia, de 13 anos, faturou as três medalhas de ouro possíveis (simples, duplas mistas e equipe) em sua estreia nos Jogos Escolares. O mais impressionante é que na disputa por equipe não havia separação por faixa etária. Mesmo assim, Giulia venceu adversárias mais velhas, como a Lívia Lima, que faz parte da seleção brasileira juvenil.
 
 
Luan Gomes é mais uma das grandes revelações do Piauí no badminton, que tem como maior representante Jaqueline Lima, bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018. Aos 13 anos, Luan conquistou três ouros nos Jogos Escolares (simples, duplas masculinas e duplas mistas). O garoto ainda tem mais um ano na categoria 12-14, o que só aumenta a façanha.
 
O nadador João Paulo Silva, 17 anos, voltou para casa com muito peso extra na bagagem. O atleta foi o único a conquistar seis medalhas na edição 2018 dos Jogos Escolares. Foram cinco ouros nos 50m livre, 100m livre, 4x50m livre, 4x50m medley e 4x50m medley misto e um bronze nos 100m borboleta.
 
O judoca Thayane Lemos, também de 17 anos, encerrou a sua passagem pelos Jogos Escolares da Juventude invicta. Ao todo, desde 2015 na edição de Fortaleza da etapa 12 a 14 anos, foram 18 lutas e nenhuma derrota, que lhe renderam o tetracampeonato dos Jogos Escolares. Thayane é da mesma categoria e do mesmo clube da campeã olímpica Rafaela Silva, o Instituto Reação, de Geraldo Bernardes e Flávio Canto.
 
Os jovens atletas dividirão o palco do Prêmio Brasil Olímpico com grandes nomes que concorrem aos principais prêmios da noite de gala e com lendas do esporte brasileiro, que serão homenageadas. 
 
Fonte: Comitê Olímpico do Brasil
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla