Ministério do Esporte Apoiadores da Lei de Incentivo ao Esporte são premiados em São Paulo na 6ª edição do Prêmio Empresário Amigo do Esporte
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Apoiadores da Lei de Incentivo ao Esporte são premiados em São Paulo na 6ª edição do Prêmio Empresário Amigo do Esporte

A 6ª edição do Prêmio Empresário Amigo do Esporte, realizada na noite desta terça-feira (27.11), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP, em São Paulo, ressaltou, mais uma vez, a importância das empresas e das pessoas físicas que contribuem para o sucesso da Lei de Incentivo ao Esporte.

O evento, que contou com a participação do ministro do Esporte, Leandro Cruz, foi apresentado por dois medalhistas olímpicos: Poliana Okimoto, medalha de bronze nas maratonas aquáticas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, e Tiago Camilo, medalha de prata no judô nas Olimpíadas de Sydney 2000 e o bronze em Pequim 2008.

No total, foram premiadas as seguintes categorias: Maiores Amigos do Esporte – Estados, Maiores Amigos do Esporte - Pessoa Física, Maiores Amigos do Esporte de Participação, Maiores Amigos do Esporte de Rendimento, Maiores Amigos do Esporte Educacional e Maiores Amigos do Esporte (veja os premiados abaixo).

A última categoria premiou as empresas que mais aportaram, em 2017 e em valores absolutos, recursos para o esporte através da LIE. Três bancos receberam os prêmios de Maiores Amigos do Esporte: Santander, em 3º lugar; Bradesco, em 2º; e Itaú, em 1º.

“Minha satisfação por participar desse prêmio é imensa”, ressaltou Leandro Cruz. “No dia de hoje, a gente reconhece aquelas empresas e aqueles empresários que têm responsabilidade social para investir no esporte. Acima de tudo, a gente agradece a essas empresas em nome de todo o esporte brasileiro. A gente precisa divulgar bem as empresas que apoiam, respeitam e incentivam o esporte brasileiro”, continuou o ministro do Esporte, que reforçou a importância da Lei de Incentivo ao Esporte para país.

“É um dos mais importantes instrumentos de financiamento do esporte brasileiro. Ela permite financiar um projeto de arco e flecha no Norte do país, um projeto de tênis em Santa Catarina, consegue financiar a seleção brasileira de canoagem e paracanoagem, financiar a seleção brasileira de judô e os atletas olímpicos do judô brasileiro. Ou seja, por meio da Lei a gente consegue a maior diversidade possível para o esporte brasileiro. Desde o esporte educacional, ao esporte de rendimento e de inclusão social, nós temos projetos para todas as matrizes do esporte brasileiro”, ressaltou Leandro Cruz.

Reconhecimento

Algumas das maiores empresas e bancos do Brasil foram premiados nesta terça-feira em São Paulo. A Vale, que recebeu três prêmios pelo apoio a projetos nos estados do Espírito Santo, Pará e Maranhão, foi representada por Alice Natalise, Gerente de Estação Conhecimento da Fundação Vale.

Para ela, tanto a Fundação quanto a Vale se sentem honradas pelos prêmios recebidos. “Para nós, da empresa Vale e da Fundação Vale, é uma honra ter recebido esses três prêmios. O investimento social é uma ferramenta importantíssima de inclusão social de pelo menos duas mil crianças, jovens e adolescentes nesses projetos sociais. Certamente, sem esses recursos via Lei de Incentivo ao Esporte, esses projetos não poderiam ser desenvolvidos em regiões ermas do país. A Fundação Vale e a Vale acreditam que com essas ferramentas e com esses projetos a gente consegue contribuir para a formação desses jovens, para a construção desses cidadãos e para o desenvolvimento social e humano”, declarou Alice Natalise.

Pessoa física

Presidente do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK), uma associação sem fins econômicos e que desenvolve projetos artísticos e esportivos, aprovados em leis de incentivo fiscal, para atender, prioritariamente, crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual, Wolf Kos foi um dos premiados na categoria Maiores Amigos do Esporte - Pessoa Física. Ele destacou a importância do apoio à Lei de Incentivo ao Esporte não ficar limitado apenas a empresas.

“A doação da pessoa física é muito importante. A gente doa 6% do Imposto de Renda a pagar e essa contribuição vai direto para a ponta. Enquanto que a contribuição no Imposto de Renda vai para o Orçamento da União, aqui a gente escolhe o que a gente quer fazer, o projeto que a gente quer apoiar e a gente vê o resultado direto. Essa é a importância da pessoa física doar: ela tem condição de verificar onde o seu investimento está dando resultado”, explicou Wolf Kos.

“Mais do que reconhecimento à minha pessoa, é um reconhecimento ao nosso Instituto Olga Kos. A Lei de Incentivo ao Esporte foi um exemplo, principalmente aqui em São Paulo, para a Lei Estadual do Esporte, que já está incrementada. Ela é um prumo para essas leis estaduais e municipais”, esclareceu o presidente do IOK.

Além dos mestres de cerimônia Tiago Camilo e Poliana Okimoto, a 6ª edição do Prêmio Empresário Amigo do Esporte reuniu personalidades do esporte brasileiro como a ex-jogadora de vôlei Ana Moser, o ex-tenista Nelson Aerts e a medalhista olímpica da vela Isabel Swan, medalha de bronze na classe 470 nos Jogos de Pequim 2008, entre outros.

Para Ana Moser, presidente do Instituto Esporte e Educação, que tem vários projetos mantidos com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, a iniciativa de premiar os apoiadores é fundamental. “O Prêmio é a valorização disso tudo. É valorização de todo esse envolvimento da sociedade, das empresas, dos proponentes e é a valorização dessa parceria entre o público, representado na forma da Lei de Incentivo, e a iniciativa privada, que é quem investe nos projetos”.

Lei de Incentivo ao Esporte

A Lei de Incentivo ao Esporte – Lei nº 11.438, de 29 de dezembro de 2016 – é um dos maiores avanços do esporte brasileiro. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem investir parte do que pagariam de Imposto de Renda em projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. As empresas podem investir até 1% do que pagariam de Imposto de Renda e as pessoas físicas podem investir até 6% do imposto devido.

De 2007 a 2018, mais de R$ 2,1 bilhões foram destinados a projetos esportivos que beneficiaram, nesse período, milhões de brasileiros. Em 2017, R$ 241 milhões foram captados via LIE e 1,2 milhão de pessoas beneficiadas diretamente. Os números referentes ao exercício de 2018 ainda não estão fechados.

O Ministério do Esporte publicou, em 31 agosto de 2018, a Portaria 269, propondo o aprimoramento da Lei nº 11.438/2006, que instituiu a LIE. O texto traz novos procedimentos para dar agilidade à aprovação das propostas apresentadas, e, consequentemente, agilizar a captação dos recursos pelos proponentes junto aos incentivadores.

Além disso, tramita no Congresso Nacional uma proposta que altera a Lei de Incentivo ao Esporte, que prevê que o teto de investimento de pessoas jurídicas passe de 1% para 3% e o de pessoas físicas de 6% para 9%.

Os Premiados:

» Maiores Amigos do Esporte – Estados

Região Sudeste
- Espírito Santo: Vale
- Minas Gerais: CBMM
- Rio de Janeiro: Bradesco
- São Paulo: Itaú

Região Norte
- Amazonas: Grupo Bemol
- Pará: Vale

Região Nordeste
- Bahia: Atlas Schindler
- Ceará: Grendene
- Maranhão: Vale
- Pernambuco: Grupo Tupan
- Piauí: Grupo Pintos

Região Centro-Oeste
- Distrito Federal: Porto Seguro
- Goiás: Santander
- Mato Grosso: Aster Máquinas

Região Sul
- Paraná: BNDES
- Rio Grande do Sul: Banrisul
- Santa Catarina: Itaú

» Maiores Amigos do Esporte – Pessoa Física

1º lugar: Jean Marc Nogueira
2º lugar: Wolf Kos
3º lugar: Milton Matsumoto

» Maiores Amigos do Esporte de Participação

1º lugar: Banco do Brasil
2º lugar: CTG Brasil
3º lugar: SulAmérica

» Maiores Amigos do Esporte de Rendimento

1º lugar: Bradesco
2º lugar: Itaú Unibanco
3º lugar: BNDES

» Maiores Amigos do Esporte Educacional

1º lugar: Itaú
2º lugar: Cielo
3º lugar: OI

» Maiores Amigos do Esporte

1º lugar: Itaú
2º lugar: Bradesco
3º lugar: Santander

De São Paulo, Luiz Roberto Magalhães – Ascom – Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla