Ministério do Esporte Brasil conquista sete medalhas nas primeiras disputas individuais do Mundial Militar de Judô 2018
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil conquista sete medalhas nas primeiras disputas individuais do Mundial Militar de Judô 2018

Os torcedores brasileiros que acompanharam as finais na tarde desta sexta-feira (9.11) nas primeiras disputas individuais do 38º Campeonato Mundial Militar de Judô viram o Brasil subir ao pódio sete vezes. Os judocas fizeram o dever de casa e garantiram quatro medalhas de ouro e três de bronze na competição, incendiando o ginásio poliesportivo do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), no Rio de Janeiro (RJ).

Foto: Cristiane Rosa/Rededoesporte.gov.brFoto: Cristiane Rosa/Rededoesporte.gov.br

Logo na luta que abriu as finais, a brasileira Gabriela Chibana (48 kg) venceu por ippon a chinesa Zixiao Guo e conquistou o bronze, abrindo o placar de medalhas do Brasil no torneio. Na segunda disputa foi a vez de Eric Takabatake (60 kg) fazer bonito e garantir o primeiro ouro do dia para o Brasil com um ippon no russo Sakhavat Gadzhiev.

A torcida ainda estava animada com as primeiras medalhas, quando Jéssica Pereira (52 kg) pisou nos tatames. Em uma luta acirrada, a judoca imobilizou a russa Yulia Kazarina no golden score e conquistou o segundo ouro do Brasil no mundial militar por ippon. “É muito bom lutar em casa. Dá um gás totalmente diferente. Minha família estava na torcida e fiquei muito emocionada e feliz de poder dividir com eles essa vitória”, conta. 

Na quarta luta do Brasil, não deu para Daniel Cargnin (66 kg). O judoca perdeu a medalha de bronze para Amirbek Zhengissov do Cazaquistão por waza-ari e terminou na quinta colocação. Mas logo em seguida, na quinta briga brasileira por medalha, Charles Chibana (66 kg) levou mais um ouro também por ippon contra o russo Alim Balkarov.

Ainda em clima de vibração, a torcida explodiu em um dos momentos mais esperados do mundial militar. A campeã olímpica Rafaela Silva (57 kg) não decepcionou e conquistou o ouro com um waza-ari no golden score contra Helene Receveaux, da França. Foi a segunda vez que Rafaela enfrentou a francesa no Mundial Militar de Judô 2018. Na briga do ouro por equipes na quinta-feira (8.11), a brasileira havia vencido Helene por ippon. “Foi muito bom competir mais uma vez dentro de casa. Tivemos o ouro no primeiro dia por equipes, e mal cochilei, já acordei hoje com a torcida chamando. Foi uma luta dura, mas deu tudo certo”, diz Rafaela.

Foto: Cristiane Rosa/Rededoesporte.gov.brFoto: Cristiane Rosa/Rededoesporte.gov.br

E não acabou por aí. Nas últimas disputas das finais, foram mais dois bronzes para o Brasil: Tamires Crude (57 kg), que derrotou a chinesa Yu Lan por waza-ari, e Marcelo Contini (73 kg), que superou o russo David Gamosov.

O Mundial Militar continua neste sábado (10.11), com as disputas dos pesos 63kg, 70kg, 78kg, +78kg, 81kg, 90kg, 100kg e +100kg.

Resultados:

Medalha de ouro: Eric Takabatake (60kg), Jéssica Pereira (52kg), Charles Chibana (66kg) e Rafaela Silva (57kg).

Medalha de bronze: Gabriela Chibana (48kg), Tamires Crude (57kg) e Marcelo Contini (73kg)

5º lugar: Daniel Cargnin (66kg)

Programação:

Sábado (10.11)

Competições individuais 63kg, 70kg, 78kg e +78kg, 81kg, 90kg, 100kg e +100kg

10h -  Preliminares

16h30  - Finais

 As lutas são transmitidas ao vivo no portal oficial do evento: http://38wjmc.com

Mundial Militar:
Nesta edição do campeonato, participam 150 judocas de 18 países: Brasil, Rússia, China, França, Sérvia, Polônia, Myanmar, Arábia Saudita, Chile, Cazaquistão, Catar, Síria, Ucrânia, Tunísia, Kuwait, Burquina Faso, Holanda e Eslovênia. Representam o Brasil 18 judocas, nove homens e nove mulheres, que fazem parte do Programa de Incorporação de Atletas de Alto Rendimento às Forças Armadas Brasileiras (Paar) do Ministério da Defesa (MD).

Os judocas Eric Takabatake, Daniel Cargnin, Charles Chibana, Marcelo Contini, Rafael Macedo, Leonardo Gonçalves, David Moura, Jéssica Pereira, Rafaela Silva e Maria Suelen Altheman são beneficiados pelo programa Bolsa Atleta do Ministério do Esporte, na categoria Pódio. Yanka Pascoalino e Ellen Santana também recebem o auxílio, nas categorias internacional e nacional, respectivamente.

O torneio faz parte do calendário do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM), é organizada pela Marinha do Brasil (MB) e realizada no Cefan sob a coordenação dos ministérios da Defesa e do Esporte do Brasil. O suporte técnico ao evento fica a cargo da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e da Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro (FJERJ).

Cristiane Rosa, do Rio de Janeiro – Rededoesporte.gov.br

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla