Ministério do Esporte Ministro de Cabo Verde conhece estruturas do legado olímpico no Rio de Janeiro
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ministro de Cabo Verde conhece estruturas do legado olímpico no Rio de Janeiro

Com o objetivo de conhecer o legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e os programas socioesportivos desenvolvidos no Brasil, o ministro dos Assuntos Parlamentares, da Presidência do Conselho de Ministros e do Desporto de Cabo Verde, Fernando Elísio, iniciou nesta terça-feira (16.10) uma visita oficial ao país. Acompanhado de Leandro Cruz, ministro do Esporte do Brasil, Elísio esteve no Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEx), no Estádio Maracanã e no Parque Olímpico da Barra.

Ao percorrer as instalações administradas pela Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) na Barra – Arenas Cariocas 1 e 2, Velódromo e Centro de Tênis –, o ministro africano viu como projetos sociais e de esporte de alto rendimento convivem no dia-a-dia do Parque Olímpico. Na Arena Carioca 2, núcleos do programa Esporte e Cidadania, que atende estudantes da rede pública de ensino, dividiam o espaço, no momento da visita, com treinamentos de wrestling e de artes marciais.

“Estamos aqui para construir uma sociedade mais justa e saudável. Temos muito interesse em desenvolver, em colaboração com o Ministério do Esporte do Brasil, o programa Esporte e Cidadania, que é um projeto de integração social muito importante. Pretendemos aprender e reforçar nossa relação com o Brasil”, afirmou Elísio, lembrando os laços lusófonos que unem os dois países.

Foto: Abelardo Mendes Jr/MEFoto: Abelardo Mendes Jr/ME

Os ministros revelaram a intenção de assinar um termo de cooperação, que pode ser concretizado em novembro, quando Leandro Cruz pretende viajar para Cabo Verde em retribuição: “É um prazer e uma honra receber no Brasil um representante do povo cabo-verdiano. Vamos definir uma parceria no sentido de colaborar com o desenvolvimento social e esportivo dos dois países”.

Ao lado do presidente da AGLO, Paulo Márcio, os ministros Leandro Cruz e Fernando Elísio e o embaixador de Cabo Verde no Brasil, Domingos Mascarenhas, conversaram com atletas, estudantes, técnicos e monitores. O vice-presidente da Confederação Brasileira de Wrestling, Roberto Leitão, o técnico de judô Mestre Antônio, o treinador de jiu-jítsu Rafael Braga e os professores do programa Esporte e Cidadania Gabriela e Thiago contaram detalhes das atividades na Arena Carioca 2.

Já na Arena Carioca 1, os visitantes conferiram os trabalhos de preparação da quadra visando ao jogo Flamengo x Joinville, marcado para esta quarta-feira (17.10), às 20h30, pela terceira rodada do Novo Basquete Brasil (NBB). A pintura do escudo do clube rubro-negro, no círculo central, recebia os retoques finais. O ginásio tem sediado, desde 2017, partidas de basquete, vôlei e futsal.

Foto: Abelardo Mendes Jr/MEFoto: Abelardo Mendes Jr/ME

Parceria com as Forças Armadas

A primeira escala na agenda do ministro africano foi no CCFEx, no bairro da Urca. Ele visitou parte das instalações esportivas do Complexo da Fortaleza de São João, que recebeu atletas de 20 modalidades do Time Brasil antes e durante os Jogos Rio 2016. Também conheceu a estrutura do Instituto de Pesquisa (IPCFEx), que utiliza equipamento de ponta no trabalho de preparação física dos atletas.

Ao lado de várias unidades militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica no Rio de Janeiro, o CCFEx recebeu investimentos do Ministério do Esporte como parte da preparação olímpica e do plano de legado. O ministro cabo-verdiano mostrou interesse em usar o modelo em seu país: “Essa parceria com as estruturas militares permitiu ao Brasil dar um grande salto no projeto olímpico. Pretendemos fazer convênios com as Forças Armadas e a polícia em Cabo Verde para desenvolver centros de treinamento”.

O diretor do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, general Ikeda, e o subchefe do Centro de Capacitação Física do Exército, coronel Duarte, apresentaram informações sobre o Programa de Atletas de Alto Rendimento, mais um trabalho conjunto dos ministérios da Defesa e do Esporte. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, 13 das 19 medalhas brasileiras foram conquistadas por atletas militares.

O ministro de Cabo Verde se interessou em conhecer o processo de seleção de atletas pelas Forças Armadas, por meio de edital público. “Queremos desenvolver em nosso país projetos desse tipo, tanto com a parte social quanto com a parte de competição, de alto rendimento”, afirmou Elísio.

Flickr do Ministério do Esporte: galeria de fotos

Visita do ministro do Esporte de Cabo Verde ao Rio de JaneiroVisita do ministro do Esporte de Cabo Verde ao Rio de Janeiro

Paulo Rossi, do Rio de Janeiro - Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla