Ministério do Esporte Conselho aprova mudança de sede do COB para o Parque Aquático Maria Lenk
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Conselho aprova mudança de sede do COB para o Parque Aquático Maria Lenk

O Conselho de Administração do Comitê Olímpico do Brasil (COB) aprovou, nesta terça-feira (14.08), a mudança da sede da entidade para o Parque Aquático Maria Lenk. A partir de agora, o COB está autorizado a avançar com o projeto de mudança, que contempla obras estruturais para que o Parque Aquático, base do Centro de Treinamento Time Brasil, receba definitivamente os funcionários e toda a área administrativa da entidade em 2020. O objetivo da mudança, defendida pelo presidente Paulo Wanderley no dia em que assumiu o COB, em outubro do ano passado, é a redução de 38% da despesa mensal com a sede da entidade. 
 
O COB já possui os recursos para custear a mudança da sede, garantidos em parte por meio da economia feita com a reestruturação financeira e administrativa da entidade, inclusive com a renegociação do aluguel da atual sede, na Avenida das Américas, 899, Barra da Tijuca.
Parque Maria Lenk fica dentro do complexo esportivo do Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação/Rededoesporte.gov.brParque Maria Lenk fica dentro do complexo esportivo do Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação/Rededoesporte.gov.br
 
“Austeridade, junto à transparência e meritocracia, são os três pilares da gestão do COB. Do ponto de vista financeiro continuamos avançando, agora com a mudança da sede aprovada pelo Conselho de Administração. Cortamos custos e adequamos o orçamento à nova realidade do esporte após os Jogos Olímpicos Rio 2016”, afirmou Paulo Wanderley. 
 
“Os estudos que fizemos mostram que a redução dos custos com a mudança da sede será suficiente para pagar o investimento em apenas três anos. Esse recurso economizado passará a ser aplicado na atividade fim do COB, que é o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro. O objetivo final do COB é sempre atender ao atleta. Com o melhor gerenciamento dos recursos, temos a possibilidade de ampliar os investimentos nos atletas na preparação para os Jogos Olímpicos”, completou Paulo Wanderley.  
 
Além de transferir sua estrutura administrativa para o CT Time Brasil, aproximando as atividades fim e meio, o COB implementará obras que gerarão economia de recursos com energia elétrica e maior sustentabilidade. Também serão feitas obras estruturais e de manutenção no edifício com 10 anos de uso, bem como construídas novas áreas para esportes. O projeto prevê uma nova área de treinamento do vôlei de praia, aumentando a oferta de serviços do CT. A área será composta por duas quadras de vôlei de praia e um espaço de suporte com depósitos, sala para técnicos, sala multiuso, e vestiários. 
 
Além da mudança de sede, a reestruturação financeira e administrativa do COB, com maior controle de gastos, são exemplos de ações da nova gestão da entidade, iniciada em outubro do ano passado, quando Paulo Wanderley assumiu à Presidência do COB. Outra inovação foi a criação do Conselho de Administração e do Conselho de Ética, que descentraliza as decisões da entidade. Os critérios para eleger o presidente e vice-presidente também se tornaram mais acessíveis e abrangentes. Outro ponto importante, a assinatura do termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério do Esporte, ratificou o compromisso do COB com a transparência. 
 
CT Time Brasil - O COB é gestor do parque Aquático Maria Lenk, no Parque Olímpico da Barra, onde instalou o Centro de Treinamento Time Brasil e o Laboratório Olímpico, principal ponto de trabalho em ciências do esporte da entidade, que atende aos principais atletas do Brasil. Aproximadamente 250 atletas de diversas modalidades utilizam o espaço constantemente.
 
Fonte: Comitê Olímpico do Brasil 

 

 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla