Ministério do Esporte Convênio federal com a UFMG prevê R$ 4 milhões para pesquisa no alto rendimento
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Convênio federal com a UFMG prevê R$ 4 milhões para pesquisa no alto rendimento

O Diário Oficial da União desta sexta-feira traz a celebração de um convênio entre a Secretaria de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para formação de recursos humanos e desenvolvimento de pesquisa aplicada ao alto rendimento.

Os recursos, no valor de R$ 4 milhões, são do Orçamento Geral da União. O Termo de Execução Descentralizada, nome que se dá à transferência de valores entre entidades federais, tem vigência de 24 meses a contar a data de assinatura.

O investimento será aplicado no trabalho realizado no Centro de Treinamento Esportivo da UFMG. As instalações são usadas para treinamento e pesquisa com atletas da iniciação ao alto rendimento. No caso do convênio publicado nesta sexta, os recursos vão ser usados para o suporte científico e de pesquisa em modalidades como natação, atletismo, judô, taekwondo e triatlo.

A pista de atletismo do CT tem chancela máxima da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) e foi o palco adotado pela equipe olímpica da Grã-Bretanha na reta final de preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Um termo de cooperação de R$ 9,8 milhões entre o Ministério do Esporte e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) já havia sido assinado em 2013 para aquisição de material esportivo e pagamento de recursos humanos para três modalidades (atletismo, taekwondo e caratê).

"O que a gente vê ali é um trabalho muito bem feito, uma instalação moderna e, tão importante quanto isso, a pesquisa ali desenvolvida. Hoje não há como pensar o esporte de alto rendimento sem a ciência atrelada ao treinamento”, afirmou, em visita recente ao CT, o secretário nacional de alto rendimento do Ministério do Esporte, Rogério Sampaio

O espaço em Belo Horizonte conta, ainda, com salas modernas de musculação e ginástica, ambiente para treinamento de força e fisioterapia, e atuação constante de profissionais de educação física, nutrição, psicologia e de ciências do esporte ligados à universidade.

Rede do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla