Ministério do Esporte Judoca Érika Miranda acende pira e Jogos Escolares da Juventude são abertos em Brasília
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Judoca Érika Miranda acende pira e Jogos Escolares da Juventude são abertos em Brasília

Ao som da banda de rock Scalene, da animação da dança de rua e da empolgação dos estudantes de todo o país, a edição de Brasília dos Jogos Escolares da Juventude, etapa 15 a 17 anos, foi aberta, na noite desta quinta-feira (16.11), no Ginásio Nilson Nelson. O maior evento esportivo escolar do país será disputado até 25 de novembro na capital federal.
 
Em Brasília, os atletas buscarão medalhas no atletismo, badminton, ciclismo, judô, ginástica rítmica, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez. Os esportes coletivos serão disputados a partir da próxima terça-feira (21): basquete, futsal, handebol e vôlei. A entrada é gratuita para o público em todos os locais de competição.
 
Foto: Francisco Medeiros/MEFoto: Francisco Medeiros/ME

 

A judoca olímpica Érika Miranda acendeu a pira olímpica e se emocionou em contribuir com o evento em sua cidade natal. "Fico feliz ao voltar a Brasília e ver toda essa juventude que desde cedo dedica parte da vida ao esporte. Lembro do tempo em que disputei os Jogos da Juventude. Consigo me ver neles. Poder estar em casa e motivar a nova geração é o que posso fazer para retribuir o que conquistei com o esporte".

Érika conta na carreira com duas participações olímpicas, em Londres 2012 e Rio 2016. A brasiliense foi vice-campeã Mundial de judô em 2013 e bronze em 2017. Em Jogos Pan-Americanos, conquistou o ouro em Toronto (2015) e prata nas edições do Rio (2007) e Guadalajara (2011).
 
O secretário Nacional de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Rogério Sampaio, representou o ministro Leonardo Picciani na cerimônia de abertura e ressaltou que a prática esportiva na escola traz valores para a vida toda.
 
"O Ministério do Esporte acredita que este é um dos principais eventos do calendário esportivo nacional. Ele junta tudo aquilo que nós, esportistas, acreditamos que seja ideal para o desenvolvimento do esporte. A união entre esporte e educação. Reunir mais de 4 mil atletas, de mais de mil escolas de todo o país, demonstra que o esporte na escola não precisa ser somente educacional, mas também o início no alto rendimento", afirmou.
 
Sampaio relembrou aos jovens estudantes a sua trajetória esportiva. O judoca foi campeão olímpico em Barcelona, 1992. "Em 1984, tive o prazer de representar São Paulo nos Jogos Escolares aqui em Brasília. Eu tinha 17 anos. Oito anos depois tive a honra de representar o país e conquistar uma medalha olímpica. Então, acredite nos seus sonhos e boa sorte aos atletas", encorajou Rogério.
 
Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) com apoio do Ministério do Esporte, do Grupo Globo, do Governo de Brasília e da Estácio, além de patrocínio da Coca-Cola. A cerimônia contou também com a presença do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, do embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.
 
"Com a experiência que tenho no meio esportivo, esse evento não deve nada aos principais campeonatos internacionais. São números grandiosos: mais de 4 mil atletas representando mais de 1.300 escolas brasileiras. Os 27 estados presentes. Tenho certeza de que verei alguns de vocês nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e em Paris 2024 verei muito mais", afirmou o presidente do COB.
 
Foto: Washington Alves/COBFoto: Washington Alves/COB

 

Abertura

Os estudantes assistirem a duas apresentações de dança. Os alunos da Academia Bailacci abriram a festa no Nilson Nelson. O grupo Tribos Urbanas, do Instituto Juliana Castro, apresentou o espetáculo chamado Stam Show, com passos de dança de rua.
 
Houve o tradicional desfile das delegações, com as bandeiras dos 27 estados, além da equipe com seis atletas japoneses, do atletismo e da natação. Com sons de latas, tonéis, baldes, panelas e peças de automóveis, o grupo Patubatê entoou o Hino Nacional.
 
A jovem Ana Luiza Pereira França fez o juramento do atleta. Ela já disputou quatro edições dos Jogos Escolares e conquistou um ouro e duas pratas na luta olímpica.
 
O revezamento da tocha, que culminou com o acendimento da pira dos Jogos Escolares da Juventude, contou com a participação de atletas e ex-atletas embaixadores do evento: Caio Bonfim e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo), Fabiana Silva (badminton), Henrique Avancini (ciclismo), Francielly Pereira (ginástica rítmica), Erika Miranda (judô), Laís Nunes (lutas), Joanna Maranhão (natação), Hugo Hoyama (tênis de mesa) e Emanuel Rêgo (vôlei de praia).
 
Breno Barros – Ministério do Esporte

 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla