Ministério do Esporte Cultura, integração e música marcam abertura dos Jogos Universitários Brasileiros em Goiânia
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Cultura, integração e música marcam abertura dos Jogos Universitários Brasileiros em Goiânia


Emoção, alegria, cultura goiana, calor humano, muita música e animação. Assim foi a cerimônia de abertura da 65ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), desta quinta-feira (19.10), no Ginásio Rio Vermelho, em Goiânia. A festa contou com o desfile das delegações, seguido de uma apresentação folclórica, com a presença dos farricocos, personagens da Procissão do Fogaréu. O atleta goiano, Lucas Gil, do vôlei, fez o “juramento do atleta”, enquanto seu conterrâneo, Eduardo Felter, do tênis, acendeu a pira.

“O maior e mais tradicional evento poliesportivo do País reúne atletas que são verdadeiros heróis, porque mostram que é possível praticar o esporte, desde a base até o alto rendimento e conciliar com sua formação pessoal no ensino superior”, disse o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, no discurso de abertura.

Os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) são realizados pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) com o apoio do Ministério do Esporte. Neste ano, participam da competição os 26 Estados da Federação e o Distrito Federal, somando cerca de sete mil participantes entre dirigentes, comissões técnicas e alunos-atletas.
 
Serão disputadas 19 modalidades: atletismo, badminton, judô, natação, tênis, tênis de mesa, vôlei de praia, xadrez, basquetebol, futsal, basquete 3 x 3, handebol, taekwondo, JUBs acadêmico, esportes eletrônicos e vôlei. Natação, tênis de mesa e atletismo também serão disputados no paradesporto.
A cerimônia também contou com a presença de 16 representantes de confederações internacionais, além do presidente da Federação Internacional de Esportes Universitários (Fisu, sigla em inglês), Oleg Matytsin. “Estou muito feliz de estar nos Jogos Universitários Brasileiros. Este é um grande evento, com todos os estados da federação, o que mostra o amor do Brasil pelo desporto universitário”, comentou o dirigente.
 
Lusimar Santos, presidente da Federação Goiana do Desporto Universitário (FGDU), falou em nome dos desportistas goianos, que são representados, no JUBs, por 191 atletas entre os quase 5 mil envolvidos nos jogos. “É um momento ímpar na história do nosso esporte. Goiás se preparou e fará desses jogos, os maiores da história do JUBs”, prometeu.
 
Autoridades políticas também discursaram na cerimônia de abertura do JUBs Goiás. Ex-atleta universitário de vôlei, o governador de Goiás em exercício, José Eliton, exaltou a importância para o Estado em receber a maior competição universitária da América Latina.
 
“É uma experiência inesquecível para cada um destes atletas. O Estado de Goiás se sente orgulhoso de receber delegações do Brasil inteiro, que vêm celebrar, não só a competição, mas a cooperação esportiva”, declarou. “Nosso Estado trabalhou dentro de seus limites para propiciar aos atletas, que viessem a Goiás não só para competir, mas para conhecer nossas tradições, histórias, cultura, nossos aromas e sabores”, completou.
 
Professora universitária, a secretária estadual de educação, cultura, esporte e lazer, Raquel Teixeira, exaltou o lado humano e a importância dos jogos para Goiás e para cada um dos competidores. “Esta edição dos jogos é a maior da história. É 30% maior que a maior edição até então. É um evento de estudantes, que também são atletas. Alguns podem seguir como atletas profissionais, mas a maioria se tornará médicos, enfermeiros, professores, pesquisadores, que terão vivido na sua experiência universitária o convívio fraterno e amigo de colegas do Brasil inteiro”, salientou.
 
Show de abertura
A dupla goiana, Israel e Rodolffo, animou o público com o sertanejo universitário. “Ficamos muito felizes e honrados em participar de um evento tão grande, que reúne esportistas de todo país”, declarou Israel.
 
Para Rodolffo, eventos como o JUBs são de suma importância para incentivar o esporte e a busca pela saúde. Porém, suar e fazer exercícios, para ele, é só nos palcos. “Jogo futebol, ando de bicicleta, mas nada com frequência. Nossa modalidade principal é o baralho”, brincou.
 
Fonte: Confederação Brasileira do Desporto Universitário
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla