Ministério do Esporte Estudantes encaram provas de atletismo em pista com padrão internacional nos Jogos Escolares da Juventude
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Estudantes encaram provas de atletismo em pista com padrão internacional nos Jogos Escolares da Juventude

A pista da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em que as provas de atletismo são disputadas nos Jogos Escolares da Juventude, em Curitiba, é um verdadeiro sonho para muitos jovens estudantes. Sonho realizado, por exemplo, pelo jovem Luis Ricardo, 14 anos, que mora no município de Codó, no interior do Maranhão. Pela primeira vez na vida ele correu em um espaço com oito raias de piso sintético, blocos de partida, área para saltos e lançamentos.

“Como eu sou do interior do Maranhão, para mim já é uma vitória competir aqui. Eu nunca tinha disputado uma prova em uma pista como esta. Nós não temos todas as oportunidades na vida e fazemos o impossível com o que a gente tem acesso. Eu treino na minha cidade no estádio municipal. Corro no asfalto com quatro raias e é uma reta só, sem curta”, conta Luis Ricardo, que conquistou medalha de prata na prova dos 75m.

O estudante Luis Ricardo, 14 anos, que vive no município de Codó, no interior do Maranhão, ficou maravilhado com a qualidade da pista da Universidade Federal do Paraná. Foto: Breno Barros/Ministério do EsporteO estudante Luis Ricardo, 14 anos, que vive no município de Codó, no interior do Maranhão, ficou maravilhado com a qualidade da pista da Universidade Federal do Paraná. Foto: Breno Barros/Ministério do Esporte

Os alunos que disputam o maior evento estudantil do país têm a oportunidade de encarar as provas de atletismo em uma pista com certificação nível 2 pela IAAF Associação Internacional de Federações de Atletismo (em inglês, International Association of Athletics Federations). A edição dos Jogos Escolares é o primeiro grande evento disputado no equipamento construído com investimento de cerca de R$ 7 milhões do Ministério do Esporte na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Para o cubano Vidal Palacios Calderón, professor de atletismo no Departamento de Educação Física da UFPR, receber jovens de diferentes realidades na universidade representa uma nova fase na construção da cultura esportiva na cidade de Curitiba. “Os Jogos Escolares são o primeiro grande evento que recebemos aqui na pista nova. Penso que a partir desse momento demos um impulso e já podemos pensar em receber outras competições desse nível no futuro. Quem sabe receberemos um dia as provas de atletismo dos Jogos Universitários”, diz o professor.
Nos últimos anos, o Ministério do Esporte investiu na construção e recuperação de 47 pistas oficiais de atletismo com padrões olímpicos em 39 cidades de norte a sul do país. Os projetos receberam investimentos da ordem de R$ 301,8 milhões do Governo Federal.

Ao olhar para os jovens disputando as provas nos Jogos Escolares, o professor Vidal recorda do tempo em que a instituição oferecia somente um espaço de terra aos alunos. “Naquela época, tínhamos somente um local antigo, de terra, e sem condições de receber competições dessa magnitude. Com essa novidade, os alunos e os atletas estão felizes com o equipamento de ponta. Assim, conseguimos trazer novos alunos interessados em praticar a modalidade”, ressalta.

A pista na UFPR conta com uma agenda cheia durante a semana. Atualmente, são desenvolvidos cinco projetos da modalidade no equipamento esportivo: a Equipe Representativa da UFPR; a Escolinha de Triathlon do Paraná, desenvolvida pelo Colégio da Polícia Militar do Estado; o Projeto de Alto Rendimento da Federação Paranaense de Desportos Universitários; o Projeto Atletismo uma Opção, desenvolvido pela Escola Municipal Prefeito Omar Sabbag; e a iniciativa que atende aos atletas da iniciação esportiva e da equipe permanente de Curitiba, desenvolvida pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Madrinha dos Jogos Escolares, Fabiana Murer observa a pista da UFPR. Foto: Wander Roberto/Exemplus/COBMadrinha dos Jogos Escolares, Fabiana Murer observa a pista da UFPR. Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB

Além das atividades de atletismo, o equipamento esportivo serve também como apoio para outros quatro projetos, entre eles o “Sem Fronteiras”, voltado para atividades corporais para pessoas a partir de 50 anos, além dos idosos. Segundo a Universidade, 120 pessoas participam da iniciativa. Está em implantação o projeto “Prestação de Serviços e Projeto Extensionista”, que deve alcançar outras 60 pessoas. A ideia é oferecer a prática orientada e sistematizada da caminhada e da corrida.

O professor Vidal aproveitou a semana com movimento atípico na Universidade para envolver seus alunos e fazer com que eles aproveitem as disputas dos Jogos Escolares. “Convidei os alunos para ter uma vivência real com o atletismo durante os dias de competições. Espero que eles aproveitem esse momento para, quem sabe, se motivar a continuar com a prática esportiva”, completa o professor.

De Curitiba, Breno Barros – Ministério do Esporte
 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla