Ministério do Esporte Comissão Nacional de Atletas debate esporte na escola e participação em eleições
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Comissão Nacional de Atletas debate esporte na escola e participação em eleições

Dois assuntos estiveram na pauta da 14ª reunião da Comissão Nacional de Atletas (CNA), realizada nesta segunda-feira (07.08), no Velódromo do Parque Olímpico da Barra. O primeiro ponto foi o debate sobre o planejamento de ações para fomentar a prática de esporte nas escolas. O segunda, a participação dos atletas em processos eleitorais das organizações esportivas. Dois grupos de trabalho foram instituídos para tratar dos temas. Participaram do encontro nomes do esporte nacional que já representaram o Brasil em Jogos Olímpicos e Paralímpico, Copas do Mundo, mundiais e diversas outras competições. 

Foto: Rafael Brais/MEFoto: Rafael Brais/ME

Sobre o fomento do esporte na escola, a CNA aprovou a criação de um grupo de estudos para elaborar proposta que será apresentada aos ministérios do Esporte e da Educação baseada nos itens discutidos na reunião. São eles: esporte na escola como redução do índice de evasão; educação física como disciplina pública obrigatória; destinação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para construção de quadras esportivas; participação de atletas como referência nas instituições de ensino; e diagnóstico sobre a situação atual do esporte na escola.

O outro item da pauta foi a participação dos atletas nas eleições de entidades esportivas com uma possível representatividade maior dos esportistas. A expectativa é que, na próxima reunião do CNA, os GTs criados apresentem propostas para que, após deliberação dos membros, sejam apresentadas ao ministro do Esporte, Leonardo Picciani.

Para o presidente da Comissão Nacional de Atletas, Zico, os dois assuntos abordados na reunião são muito importantes para o esporte brasileiro. "Foram criados grupos de trabalho para essas duas questões. Ao meu ver, a representatividade de atletas (nas eleições das entidades) não é ampla porque um voto não representa quase nada", disse Zico se referindo aos processos eleitorais que consideram os votos dos atletas como apenas um na apuração final.

Zico também destacou a grande participação dos membros da Comissão na questão do esporte na escola. "Foi um debate mais intenso, com diversas sugestões e eu acredito que esse grupo de trabalho, já na próxima reunião, vai elaborar uma proposta para apresentarmos ao ministro", explicou.

Dona de duas medalhas olímpicas de prata no vôlei de praia, a gerente-geral de Planejamento Esportivo do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Adriana Behar, acredita que é preciso debater de forma ampla os temas para que as propostas apresentadas pela CNA tragam os melhores resultados possíveis. "São dois pontos importantes que devem ser discutidos de analisados de forma profunda e ampla. Tanto na questão educacional quanto no tema do colégio eleitoral é preciso sugestões feitas dentro de parâmetros e informações consistentes para que, no futuro, o esporte seja beneficiado de forma geral", afirmou.

A Comissão

A CNA tem a missão de defender os interesses dos esportistas, além de assessorar o Ministério do Esporte na gestão da política nacional. A Comissão Nacional de Atletas defende os interesses dos esportistas brasileiros nas discussões que norteiam o setor.

A nova composição do CNA foi anunciada em maio deste ano e, em junho, Zico foi eleito presidente do órgão. A comissão é composta por profissionais indicados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB); quatro do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB); dois do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC); dois por organização sem fins lucrativos de atletas brasileiros; um da Autoridade Pública de Governança do Futebol (APFUT); dois pela Organização Nacional das Entidades do Desporto (ONED); e seis representantes indicados pelo Ministério do Esporte.

Os integrantes da comissão não são remunerados. Eles têm mandato de dois anos, com uma única recondução. Os cargos de presidente e vice-presidente serão exercidos, obrigatoriamente, por membros da CNA. Eles serão eleitos em reunião, com mandato de dois anos sem recondução. 

Rafael Brais - Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla