Ministério do Esporte Ministério do Esporte anuncia três novos projetos para a cidade de São Paulo
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ministério do Esporte anuncia três novos projetos para a cidade de São Paulo

Um encontro entre o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e o prefeito de São Paulo, João Dória, nesta quinta-feira (20.7), rendeu três importantes novidades para o esporte e os moradores da capital paulista. Com recursos do governo federal, será reformada a pista de atletismo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, no Ibirapuera. Além disso, a cidade passa a contar com os programas Vida Saudável, destinado à prática esportiva por pessoas da terceira idade, e Basquete de Rua, em um projeto piloto que demandará a implantação de 12 quadras nas zonas Norte, Sul e Leste.

“Tivemos uma tarde proveitosa e que eu acredito que dará frutos extraordinários para o esporte brasileiro e para a cidade de São Paulo”, resumiu o ministro. “O projeto da pista de atletismo no Centro Olímpico já vinha se arrastando de longa data. Agora conseguimos ajustar, e ele é de fundamental importância porque dota a maior cidade do país de um equipamento de nível internacional, que permitirá à cidade de São Paulo fazer parte do calendário competitivo nacional e internacional, além de ser uma importante ferramenta na formação das categorias de base”, explicou Picciani.

De acordo com o prefeito João Dória, com a reforma a nova pista de atletismo será a única de alto rendimento na cidade, dentro dos padrões internacionais. “Ela vem toda importada da Itália, tem um custo de R$ 7,5 milhões e será integralmente financiada por meio do Ministério do Esporte. Para o esporte de rendimento, é de fundamental importância porque ela traz piso, textura e condições competitivas com as pistas internacionais”, destacou Dória. Também participaram do encontro na capital paulista os secretários municipais de Governo, Julio Semeghini, e de Esportes e Lazer, Jorge Damião.

O ministro Leonardo Picciani (segundo da esquerda para a direita), é observado pelo prefeito de São Paulo, João Dória. Foto: Francisco Medeiros/MEO ministro Leonardo Picciani (segundo da esquerda para a direita), é observado pelo prefeito de São Paulo, João Dória. Foto: Francisco Medeiros/ME

Já com foco específico em pessoas com mais de 60 anos, a cidade de São Paulo passará a contar com o programa Vida Saudável. “A implantação será no mês de outubro”, afirmou o prefeito. “A terceira idade terá um programa de desempenho esportivo saudável, de preservação da saúde e também de convívio”, completou.

Picciani destacou que o Vida Saudável é um programa ativo do Ministério do Esporte, implantado em todas as regiões brasileiras. “Parabenizo o prefeito Dória pela decisão de integrar também o Vida Saudável, que promove atividades em parques, clubes e equipamentos esportivos, com apoio de profissionais de educação física e orientadores, como opção de lazer, convivência e saúde. O ministério ainda lançará, nos próximos meses, o edital deste ano do Vida Saudável”, adiantou o ministro. O programa, que até 2012 era uma vertente do Programa Esporte e Lazer na Cidade (PELC), atende atualmente 18.600 brasileiros, em 93 núcleos instalados em todo o país.

Basquete 3 x 3

No último mês de junho, o Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou a programação de eventos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, anunciando a inclusão, entre as novidades, da disputa de basquete 3 x 3 (masculino e feminino). A modalidade, que já fez parte dos Jogos Olímpicos da Juventude em Cingapura 2010 e Nanquim 2014, agora contará com um projeto novo no Brasil, o Basquete de Rua, a ser implementado inicialmente na cidade de São Paulo.

“Esse projeto tem tudo a ver com a cidade de São Paulo, com a demanda da juventude daqui e com o calendário esportivo do Brasil, uma vez que o basquete 3 x 3 passou a integrar o programa oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio”, ressaltou Leonardo Picciani. “Tenho certeza de que esse projeto piloto será desdobrado nos próximos anos em todo o país, em todas as regiões brasileiras, mas terá o seu embrião aqui na cidade de São Paulo. Será uma opção de lazer, de integração esportiva para a população, mas também um importante instrumento de preparação da equipe brasileira para os Jogos de Tóquio”, comentou.
Segundo o prefeito João Dória, serão implantadas 12 quadras em áreas periféricas da capital, sendo quatro na Zona Leste, quatro na Zona Norte e outras quatro na Zona Sul. “Elas serão em parques da cidade, de maneira que sejam abertas para frequência, sem nenhum tipo de restrição ao uso dessas quadras, que também serão iluminadas. Nos parques onde houver funcionamento, as pessoas poderão usar no horário noturno”, explicou o prefeito.

» Basquete 3x3 e BMX Freestyle entram em Tóquio 2020

Nos próximos dias 22 e 23 de julho, o Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, já receberá um torneio internacional de basquete 3 x 3, o São Paulo 3 x 3 Challenger 2017. A partir das 9h, o local receberá as melhores equipes do ranking nacional, além de times estrangeiros, como o atual campeão do FIBA 3 x 3 World Tour 2016, Ljubljana, da Eslovênia, e equipes dos Estados Unidos, México, Uruguai, Chile e Colômbia.

Ana Cláudia Felizola e Rafael Brais – Ministério do Esporte
 

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla