Ministério do Esporte Secretários do Ministério do Esporte têm prática esportiva como parte da rotina diária
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Secretários do Ministério do Esporte têm prática esportiva como parte da rotina diária

Luiz Lima e Rogério Sampaio. Foto: Roberto Castro/MELuiz Lima e Rogério Sampaio. Foto: Roberto Castro/MEÀs 6h da manhã, Luiz Lima, 39 anos, prepara óculos, toca e sunga para mais uma sessão de treino. A rotina do secretário nacional de Alto Rendimento do Ministério do Esporte tem início às 6h30, dentro d’água, no clube AABB, em Brasília. Além da papelada administrativa e reuniões na administração pública, a prática esportiva faz parte da vida do ex-atleta olímpico de natação. A rotina esportiva é seguida também pelo secretário da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), Rogério Sampaio, campeão olímpico de judô em Barcelona, 1992.

Mesmo aposentados do esporte de alto rendimento, os gestores públicos fazem parte da parcela da população brasileira que adotou o esporte como estilo de vida. Pesquisa realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério do Esporte apontou, em termos de população projetada, que são mais de 100 milhões de sedentários no país. Seis em cada dez pessoas (62,1%) com 15 anos ou mais não praticaram esporte e/ou atividade física entre setembro de 2014 e setembro de 2015, contra 37,9% que praticaram. Os números são do estudo Práticas de Esporte e Atividade Física, da Pnad 2015. A falta de tempo e de interesse são os principais motivos apontados para o sedentarismo.

» Leia mais sobre a pesquisa

Em 2017, Rogério Sampaio comemora 25 anos da conquista do ouro olímpico nos Jogos de Barcelona 1992. Nos últimos anos, o ex-atleta trocou o quimono pelo tênis. Atualmente, o treinamento de corrida faz parte da rotina de atividade física do gestor. No próximo domingo (21.05), por exemplo, o secretário da ABCD vai participar da maior prova de corrida de rua do litoral paulista, os 10 km de Santos, que será disputado por mais de 15 mil pessoas.

Foto: Francisco Medeiros/MEFoto: Francisco Medeiros/ME

“Uma das minhas metas este ano é participar de mais corridas de rua. Correr os 10km de Santos é uma prova legal, que envolve toda a cidade. Já participei várias vezes de provas de 10km e vou disputar mais uma. Nunca deixei de fazer atividade física. Quando cheguei no Ministério do Esporte (há pouco mais de 10 meses), passei a conviver com o secretário Luiz Lima, o que foi um incentivo para voltar a treinar corrida com mais intensidade. Treinar judô é mais difícil, pois é um esporte de contato e neste ano completo 50 anos”, explicou Rogério Sampaio.

Foto: Reprodução/FacebookFoto: Reprodução/FacebookLuiz Lima continua com rotina intensa de treinamentos. “Eu tomo certas decisões nadando. Nado todos os dias quando estou em Brasília. A natação me acalma e ajuda a manter o meu corpo em equilíbrio, além de me ajudar a manter a força, resistência e higiene mental para começar o dia de trabalho. Quando o corpo está bem, você se sente jovem. A natação é um estimulante natural que me faz manter o equilíbrio para tomar decisões mais acertadas no trabalho”, revelou Luiz Lima.

Para comemorar os seus 40 anos, que serão celebrados em dezembro, o ex-atleta olímpico participou no último mês de abril do World Máster Games, disputados na Nova Zelândia. A competição é uma espécie de Olimpíada Máster. Com cerca de 29 mil atletas, que disputam 28 modalidades, os jogos são considerados o maior evento esportivo do planeta (em número de participantes). Luiz Lima competiu na categoria 40-44 anos e conquistou os títulos nas provas de 200, 400 e 800m livre, além da prova geral (todas as idades) de 5km de águas abertas.

“Fui atleta olímpico em piscina em 1996, em Atenas, e Sidney, em 2000. Fiz a inscrição para o World Máster há um ano, antes até de receber o convite para assumir a secretaria de Alto Rendimento. Foi um presente que me dei. Levei a minha filha e a minha esposa”, contou.

Continuando em plena atividade física e participando de competições oficiais, o secretário criou uma forma única de manter o contato direto com a comunidade esportiva de alto rendimento. “Os atletas gostam de me ver competindo e se sentem próximos de mim. Não estou nadando com essa intenção, mas os atletas sentem que um secretário que está praticando esporte fala a mesma língua deles. A palavra que eu mais ouço em todo lugar que vou é Bolsa Atleta. Perguntam sobre quando vai sair a bolsa, que dia será o pagamento, quando vai ser lançado o novo edital. É um canal aberto. Faço o máximo para dar total liberdade para que eles passem a enxergar em mim um servidor público, pago por eles”, completa Luiz Lima.

Ascom - Ministério do Esporte

 
 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla