Ministério do Esporte Ministério do Esporte capacita prefeituras e universidades em políticas de esporte educacional
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Ministério do Esporte capacita prefeituras e universidades em políticas de esporte educacional

A Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) do Ministério do Esporte está realizando, desta quarta-feira (26.04) a sexta-feira (28.04), o curso de Capacitação Gerencial – 1ª Turma de 2017, destinado a coordenadores gerais e interlocutores Sistema de Convênios (SICONV). Participam do treinamento cerca de 60 técnicos de prefeituras e universidades parceiras do ministério no desenvolvimento de projetos e programas de esporte educacional.

O objetivo é orientar e discutir os procedimentos de implementação das ações, execução e gestão, abordando aspectos pedagógicos e gerenciais, de forma a qualificar o desenvolvimento dos programas. Com o curso, o ministério também pretende promover a aproximação entre gestores, coordenadores gerais, interlocutores SICONV e demais equipes técnicas.

Foto: Francisco Medeiros/MEFoto: Francisco Medeiros/ME

Controle e agilização

Para o secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Leandro Fróes, o curso é importante não só pela capacitação dos servidores do Ministério, mas, também, porque permite ao ministério ter o retorno das entidades que executam programas como o Segundo Tempo, onde estão os gargalos para sua perfeita execução, inclusive na distribuição dos recursos públicos e sua rápida aplicação. “O ministério tem registrado casos em que a formalização da estruturação do programa Segundo Tempo demora entre um e dois anos. Isso é inadmissível. Temos trabalhado duro para reduzir o prazo entre o momento em que o recurso é disponibilizado para o município a efetiva implantação do programa”, destacou Fróes.

Clovis Souza – Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla