Ministério do Esporte Poliana Okimoto é prata em Viedma e Brasil começa bem circuito 2017
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Poliana Okimoto é prata em Viedma e Brasil começa bem circuito 2017

Poliana é prata em Viedma e Brasil começa bem circuito 2017. Foto: Divulgação/CBDAPoliana é prata em Viedma e Brasil começa bem circuito 2017. Foto: Divulgação/CBDA
 
O circuito de 10 quilômetros da Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas da FINA, Federação Internacional de Natação, começou neste sábado (04.01), na argentina Viedma, e o Brasil já estreou no pódio com a prata de Poliana Okimoto (2h12m13s54), empatada com a italiana Rachelle Bruni. O ouro ficou com a também italiana Arianna Bridi (2h11m30s42). Nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Rachelle foi prata e Poliana, bronze.
 
Ana Marcela Cunha e Allan do Carmo também começaram em boa posição. Ana foi quinta colocada (2h12m18s11) e Allan, o sexto (1h58m33s67). A etapa também contou com Fernando Ponte e Betina Lorscheitter, que foram com recursos próprios. Fernando chegou logo após Allan, em sétimo (1h58m52s42), e Betina, em 14º (2h17m20s98).
 
Ana, Allan e Poliana. Foto: Carlos Arapiraca/CBDAAna, Allan e Poliana. Foto: Carlos Arapiraca/CBDA
 
A Itália também fez os dois primeiros lugares no masculino com Federico Vanelli (1h57m02s42) e Simone Ruffini (1h57m52s30). O terceiro posto ficou com francês David Aubry (1h58m25s36).
 
O tempo estava chuvoso, com ventos, correntes e a água ficou entre 23 e 24 graus Celsius. A prova argentina ocorreu no Rio Negro pela 11ª vez. O rio separa as cidades de Carmen de Patagones e Viedma. O percurso de 10 quilômetros teve quatro voltas de 2,5 km, e a temperatura da água está prevista para estar entre 21 e 24 graus Celsius. Ao todo 17 países confirmaram presença na etapa.
 
A próxima parada será em março, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes. Serão sete etapas este ano e a competição termina como de costume em Hong Kong, em outubro. O Brasil tem cinco títulos da Copa do Mundo da FINA e é uma das forças mundiais da modalidade.
 
Os técnicos brasileiros Ricardo Cintra e Carlos Arapiraca orientaram os atletas em Viedma.  A maratona aquática conta com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB, Speedo e Estácio.
 
Etapas do Circuito Mundial em 2017
04/02 – Viedma / ARG
11/03 -  Abu Dhabi / EAU
24/06 – Setubal / POR
27/07 – Lac St. Jean / CAN
12/08 – Lac Megantic / CAN
15/10 – Chun’an / CHN
21/10 – Hong Kong / HKG
 
Títulos do Brasil no Circuito Mundial FINA
2009 – Poliana Okimoto 
2010 – Ana Marcela Cunha
2012 – Ana Marcela Cunha
2014 – Allan do Carmo
2014 – Ana Marcela Cunha
 
Histórico brasileiro (top 3) no Ranking Mundial FINA
2007 – 3ª Poliana Okimoto
2008 – 3ª Ana Marcela Cunha
2009 – 1ª Poliana Okimoto
2009 – 2º Allan do Carmo
2010 – 1ª Ana Marcela Cunha
2010 – 3º Allan do Carmo
2012 – 1ª Ana Marcela Cunha
2012 – 3º Allan do Carmo
2013 – 3º Allan do Carmo
2013 – 3ª Ana Marcela Cunha
2014 – 1º Allan do Carmo
2014 – 1ª Ana Marcela Cunha
2015 – 2º Allan do Carmo
2016 – 2ª Poliana Okimoto
 
Fonte: CBDA
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla