Ministério do Esporte Câmara aprova regime de urgência para projeto que prevê aumento do prazo da Lei de Incentivo ao Esporte
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Câmara aprova regime de urgência para projeto que prevê aumento do prazo da Lei de Incentivo ao Esporte

A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (09.11) o regime de urgência para votar o Projeto de Lei 364/2015, que estende o prazo da Lei de Incentivo ao Esporte até o ano de 2028. Na mesma sessão, o deputado João Derly (REDE-RS) solicitou que o Projeto de Lei 130/2015, que dispõe sobre o aumento do limite da dedução de imposto, seja apensado e votado simultaneamente por se tratar do mesmo assunto.

Câmara dos Deputados aprovou regime de urgência para o projeto que estende o prazo da Lei de Incentivo ao Esporte até 2028. Foto: Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos DeputadosCâmara dos Deputados aprovou regime de urgência para o projeto que estende o prazo da Lei de Incentivo ao Esporte até 2028. Foto: Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados

Na quarta, o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, liderou uma comitiva de atletas, dirigentes e parlamentares para uma reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pedindo celeridade na votação do projeto de João Derly. Maia afirmou que o projeto seria levado para a pauta do plenário dentro das próximas duas semanas.

Nesta quinta-feira (10.11), a Ordem do Dia no plenário previa a votação do PL 364/2015, mas acabou não entrando na pauta. A expectativa é que tanto ele quanto o PL 130/2015 sejam discutidos na próxima semana no Congresso Nacional.

Lei de Incentivo ao Esporte

O projeto de lei proposto pelo deputado João Derly prevê que pessoas jurídicas possam direcionar até 3% do imposto devido para projetos esportivos aprovados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Atualmente, o limite é de apenas 1%. Para pessoas físicas, o número passaria de 6% para 9%.

Desde que entrou em vigor em 2007, a Lei de Incentivo não conseguiu atingir o teto de investimento de R$ 400 milhões, um dos motivos pelos quais o Ministério do Esporte busca o aumento do limite de dedução para pessoas jurídicas e físicas.

“É importante entender que estamos em um momento de crise e não estamos pedindo para gastar mais. Temos esse teto desde 2007 por lei, só que o máximo que conseguimos foram R$ 250 milhões. Queremos passar de 1% a 3% para chegar no teto, entrarem mais projetos e melhorar a qualidade dos que estão em vigor”, explicou José Cândido Muricy, diretor do Departamento de Incentivo e Fomento ao Esporte do ministério.

Vagner Vargas

Ascom - Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla