Ministério do Esporte Emily Lima exalta jogadoras experientes e espera conversar com Tite em apresentação oficial
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Emily Lima exalta jogadoras experientes e espera conversar com Tite em apresentação oficial

Lucas Figueiredo/CBFLucas Figueiredo/CBF
Anunciada como nova técnica da seleção brasileira feminina de futebol na última terça-feira (01.11), Emily Lima foi apresentada oficialmente no cargo nesta quinta (03.11) e deu sua primeira entrevista coletiva. Inspirada no futebol europeu, o “mais vistoso o moderno” atualmente, a treinadora espera contar com as atletas mais experientes no próximo ciclo olímpico.
 
“Acredito que a Marta consiga ficar nesse ciclo e a Cristiane também”, disse Emily, citando duas das principais jogadoras da equipe que disputou os Jogos Olímpicos Rio 2016. “Ainda apostaria que a Formiga aguentaria também. Quero conversar com ela. Mas acredito muito nessas meninas mais novas que estão vindo. Vamos apostar na renovação sim, mas com cautela e calma”, acrescentou. A nova comandante também aproveitou para elogiar Tite e disse que espera poder trocar experiências com ele. “Já vinha pensando nisso. Quando ele ainda estava trabalhando no clube, gostaria de estagiar lá. Hoje está um pouco mais próximo e espero que isso aconteça. Vai engrandecer meu trabalho. Admiro muito o Tite”, elogiou Emily.
 
Kin Saito/CBFKin Saito/CBFPrimeira mulher a ocupar o cargo de técnica da seleção feminina, Emily Lima falou ainda sobre as dificuldades que as mulheres enfrentam na modalidade e disse que espera inspirar outras ex-jogadoras a seguir seus passos. "A gente vive uma realidade totalmente diferente da do homem. Pouquíssimas atletas querem dar sequência na carreira como treinadoras. Não sei se por conta das dificuldades que passamos como atletas, mas é de grande importância estudar e se capacitar. Sei que preciso estar preparada para assumir a seleção. Quero poder estar aí do lado de vocês vendo outras mulheres assumindo as seleções de base e principal", comentou a treinadora, que vai conversar com a CBF para oferecer bolsas de estudo para os cursos promovidos pela entidade.
 
O primeiro desafio de Emily à frente da equipe será em dezembro, no Torneio Internacional de Manaus, entre 7 e 14 de dezembro. O Brasil enfrenta Costa Rica, Rússia e Itália na competição que marcará a estreia dela no comando da equipe.
 
“Vai ser meu maior desafio por ser a primeira competição. Tenho que ter muita calma junto com minha comissão técnica e não ir com muita sede de querer conquistar algo que a gente ainda precisa trabalhar. Espero que tudo dê certo. Todo mundo vem me dando apoio e me orientando”, afirmou.
 

Fonte: brasil2016.gov.br

Ascom - Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla