Ministério do Esporte Liga Nacional de Basquete reúne estatísticos e representantes para padronizar procedimentos
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Liga Nacional de Basquete reúne estatísticos e representantes para padronizar procedimentos

Divulgação/LNBDivulgação/LNB
A Liga Nacional de Basquete (LNB) realizou no último fim de semana dois encontros visando a próxima temporada do NBB CAIXA, principal competição nacional da modalidade. A entidade reuniu representantes e estatísticos para falar sobre as diretrizes para a próxima temporada, que começa neste sábado (07.11) com o jogo entre Bauru e Flamengo. Os encontros foram financiados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e patrocínio da Sky.
 
Durante as reuniões, 59 oficiais receberam treinamento para utilizar o novo software de estatísticas que será utilizado no campeonato, o FIBA Live Stats. Além de aprender a utilizar a ferramenta, os profissionais participaram de palestras e foram atualizados em relação a conceitos fundamentais do jogo, como reconhecer um rebote, uma bola perdida e uma assistência.
“A realização desse encontro já demonstra que a LNB reconhece a extrema importância desse trabalho e isso aumenta ainda mais a credibilidade do campeonato. Tivemos uma atualização de conceitos com um dos maiores especialistas da área, o Sr. Marcelo Gallicio, que passou tudo que a FIBA traz de excelência em estatística, e isso nos dá uma grande reciclagem, confiança e motivação para seguir buscando o mais alto nível”, avaliou Luiz Negretti, oficial em São Paulo.
 
O novo software é utilizado em mais de 150 países e em grande parte das competições organizadas pela Federação Internacional de Basquete (FIBA). “A implantação do sistema FIBA foi um avanço muito grande. Com isso o NBB CAIXA entra num hall de grandes ligas também no ramo da estatística. A estatística é um dos cartões de visitas de uma liga. Quando você quer conhecer uma liga, você entra no site e quer ver estatísticas. E agora que o NBB CAIXA tem um sistema internacional como esse, ficou ainda mais positivo”, comentou Hugo Bezerra, oficial do Rio de Janeiro.
 
A reunião de oficiais também teve como objetivo padronizar o trabalho dos responsáveis pelas estatísticas na competição, para que todos adotem os mesmos conceitos na hora de analisar as partidas do NBB.
 
“Duas metas que foram atingidas: o treinamento dos oficiais de estatísticas para utilização do mesmo software que é utilizado pela FIBA nas competições internacionais e a atualização dos profissionais em relação ao novo manual da FIBA para coleta de estatísticas”, detalhou Paulo Bassul, gerente técnico da LNB.
 
Divulgação/LNBDivulgação/LNB
 
Para cumprir as regras
No mesmo fim de semana, a LNB reuniu os 26 representantes dos jogos no NBB para apresentar mudanças no regulamento do campeonato e padronizar as regras a serem aplicadas. Os representantes atuam como os olhos da liga nas partidas e são os responsáveis pelo cumprimento das regras nos ginásios. Os profissionais puderam trocar conhecimento durante o encontro e ambientar os novos representantes da temporada.
 
“Foi um encontro muito produtivo. Foi a primeira vez em que todos os representantes se reuniram e isso foi muito válido para discutirmos questões importantes de regulamento e situações de jogo, além de trocarmos conhecimento. Cada um compartilhou o que acontece em cada praça e pudemos padronizar tudo para seguirmos uma mesma linha de conduta”, elogiou Luiz Cláudio dos Anjos, representante no Rio de Janeiro.
 
“Está se criando uma unidade, um padrão, para que todos atuem da mesma forma em todos os lugares. Isso é interessante para os times e comissões técnicas saber que o tratamento e o profissionalismo será o mesmo em todas as praças. Por isso o treinamento foi super válido. Acredito que teremos um grande NBB CAIXA pela frente”, acrescentou Lucas Costa, ex-jogador e agora representante da liga. 
 
Fonte: LNB
Ascom - Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla