Ministério do Esporte Brasil busca medalhas no campeonato sul-americano de ginástica artística
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil busca medalhas no campeonato sul-americano de ginástica artística

DivulgaçãoDivulgação
A ginástica artística brasileira tem conquistado patamares cada vez mais altos. Embalados pelo sucesso das Seleções Adultas, os jovens talentos da modalidade também querem levar o nome do País mais longe. Pela frente, os atletas têm um compromisso importante: o Campeonato Sul-Americano. O evento para as categorias pré-infantil, infantil e juvenil será no Coliseu Polifuncional de Sarco, em Cochabamba, na Bolívia, a partir de quinta-feira (27) até domingo (30). 
 
O Brasil é um dos países com mais tradição e destaque nesta competição. A delegação de 2016 foi à Colômbia com 24 ginastas e, novamente, é uma das fortes candidatas à conquista de medalhas em todas as categorias. 
 
Para um dos técnicos da equipe masculina, Robson Caballero, o objetivo é buscar os primeiros lugares, mas a tarefa será árdua. "Os nossos principais adversários são as equipes da Argentina e da Colômbia. A nossa Seleção conta com jovens talentos revelados recentemente e que, com certeza, dentro de um médio/longo espaço de tempo, estarão aptos a defender o Brasil na categoria principal. Na equipe, contamos com os atletas Diogo e Murilo, que em 2018 terão idade para competir nos Jogos Olímpicos da Juventude. Esperamos que eles tenham um bom resultado neste Sul-Americano já como forma de preparação", destacou Robson.
 
A oportunidade de participar da competição é de grande importância para os ginastas, tanto para os mais novos, que estreiam em campeonatos fora do Brasil, quanto para os juvenis. "É ótimo que esses jovens comecem a ter experiência internacional, conheçam as principais equipes do continente Sul-Americano e os principais ginastas. A troca de experiência faz desenvolver ainda mais os atletas, não só tecnicamente, mas também psicologicamente, o que é muito importante. Tudo isso sem falar na questão motivacional", frisou o treinador.
 
Assim como Robson, um dos técnicos da equipe juvenil feminina, Roger Medina, também tem as melhores expectativas para o evento na Bolívia. "Nós estamos confiantes e esperamos representar da melhor forma possível o Brasil. Acredito que a Argentina seja nosso principal adversário neste momento", comentou. "Com exceção da Thaís, as demais ginastas são inexperientes na categoria juvenil. A Isabel, a Laura e a Luíza já vivenciaram experiências no infantil, mas no juvenil será um grande desafio e uma ótima experiência. Já para a Thaís, esse será um evento que usaremos para testar novos elementos e aumentar as notas de partida para o próximo ano", completou Roger.
 
Os primeiros ginastas a competirem serão os da categoria pré-infantil, nesta quinta-feira (27), a partir das 18h (horário de Brasília). As premiações serão no mesmo dia, às 22h. Na sexta-feira (28) serão as apresentações do infantil e do juvenil. No fim de semana, será a vez das provas finais por aparelhos do infantil e do juvenil.
 
Programação
Quinta-feira (27)
18h às 22h: competições pré-infantil
22h: premiações por equipe, individual geral e por aparelhos
 
Sexta-feira (28)
10h às 15h30: competições juvenil
15h30: premiações por equipe e individual geral
18h às 22h: competições infantil
15h30: premiações por equipe e individual geral
 
Sábado (29)
17h às 22h: finais por aparelhos infantil
22h: premiações por aparelhos
 
Domingo (30)
11h às 15h20: finais por aparelhos juvenil
15h20: premiações por aparelhos
 
Delegação brasileira
 
Ginástica Artística Masculina
 
Infantil (12 e 13 anos) 
Ginastas: Arthur Tadeu Cardoso, Diogo Giuseppe Paes, Ian Camargo Iwazaki, João Lucas Vieira e Júlio Cesar Gonçalves 
Técnico: Lourenço Ritli
 
Juvenil (14 a 17 anos) 
Ginastas: Diogo Brajão Soares, Eduardo Guimarães da Costa Leite, Murilo Miguel de Souza Pontedura e Tomás Rodrigues Florêncio 
Técnico: Robson Caballero 
Árbitro: Daniel Biscalchin
 
Ginástica Artística Feminina
 
Pré-infantil (9 e 10 anos) 
Ginastas: Ellen Nascimento Ferreira, Gabriela Mota Reis, Luísa Maia, Sabrina Silingardi e Samya Eshiley Ferminiano 
Técnicos: Cíntia Duran Nagata, Marcelo Araújo e Rodrigo Miranda 
 
Infantil (11 e 12 anos) 
Ginastas: Camille Giovanini Fonseca, Christal Silva e Bezerra, Helena Bertucci, Júlia Morais Godoi e Luana Cavassani Ferreira 
Técnicos: Beatriz Fragoso Estevan, Felipe Rodrigues Nayme e Luís Mitio Okuda 
 
Juvenil (13 a 15 anos) 
Ginastas: Isabel de Almeida Barbosa, Jackelyne Soares da Silva, Laura Rocha Leonardo, Luíza Trautwein Domingues e Thaís Fidelis dos Santos 
Técnicos: Luciana Fernandes e Roger Medina 
 
Chefe de delegação: Catarina Souza Santos
 
Ascom - Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla