Ministério do Esporte Emanuel, do vôlei de praia, entra para o Hall da Fama nos Estados Unidos
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Emanuel, do vôlei de praia, entra para o Hall da Fama nos Estados Unidos

Campeão olímpico em Atenas 2004 no vôlei de praia, Emanuel foi imortalizado entre os grandes nomes do vôlei no último sábado (22.10). Em cerimônia realizada na cidade de Holyoke, nos Estados Unidos, o ex-atleta entrou para o Hall da Fama da modalidade, tornando-se o 13º brasileiro a entrar na lista. A cerimônia eternizou ainda o sérvio Nikola Grbic, o técnico coreano Man-Bok Park, a tricampeã olímpica na praia Misty May-Treanor e a ex-central Danielle Scott-Arruda, ambas dos Estados Unidos.
 
“O vôlei de praia tem uma legião de fãs espalhados ao redor do mundo. Este esporte foi sempre como um membro da minha família, como alguém que eu tenho uma relação única. A modalidade me ajudou a ser um profissional bem-sucedido. Eu tive uma bela carreira e não deixei de fazer nada. Estou sem palavras para descrever o que estou sentindo hoje. O vôlei de praia foi uma paixão que se transformou em amor e está no meu sangue. Eu vivi o melhor que o esporte pode proporcionar a um atleta. E o reconhecimento do Hall da Fama fecha com chave de ouro toda a minha história dentro de quadra, onde vivi com intensidade, suor e paixão”, discursou Emanuel durante a cerimônia.
 
Além dele, o Brasil conta ainda com Fofão, Renan Dal Zotto, Bebeto de Freitas, Nalbert, Sandra Pires, Adriana Behar, Shelda, Maurício Lima, Ana Moser, Carlos Arthur Nuzman, Bernard e Jackie Silva no Hall da Fama. A eleição é feita por meio de votos daqueles que já fazem parte da lista. Ao todo, 125 atletas, técnicos e dirigentes foram nomeados para a honraria.
 
A entrada de Emanuel no seleto grupo é justificada. Dono de três medalhas olímpicas, sendo um ouro em Atenas 2004, uma prata em Londres 2012 e um bronze em Pequim 2008, o brasileiro ainda soma diversas conquistas ao longo da carreira, como três ouros em Jogos Pan-Americanos, três títulos mundiais e 10 títulos do Circuito Mundial.
 
Fonte: CBV
Ascom - Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla