Ministério do Esporte Brasil terá retorno de sete judocas olímpicos no Grand Slam de Abu Dhabi
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Brasil terá retorno de sete judocas olímpicos no Grand Slam de Abu Dhabi

Roberto Castro/Brasil2016.gov.brRoberto Castro/Brasil2016.gov.br
O judô brasileiro voltará a contar com alguns de seus principais atletas na disputa do Grand Slam de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, entre 29 e 30 de outubro. Dos 14 atletas que representaram o país nos Jogos Olímpicos Rio 2016, sete subirão ao tatame na competição.
 
Entre as mulheres, destaque para Mariana Silva, quinta colocada no Rio 2016 na categoria 63kg. Além dela, estarão em Abu Dhabi Maria Suelen Altheman (+78kg) e a gaúcha Maria Portela (70kg), que vê o torneio como um recomeço.
 
“Abu Dhabi é um novo ciclo com novas metas. Estou feliz de voltar a competir, principalmente porque neste início temos atletas novas na categoria e acho importante conhece-las”, afirmou Portela, que ainda não pensa em Tóquio 2020. “Prefiro pensar ano a ano e ir sentindo como as coisas vão acontecendo”, explicou.
 
Já a equipe masculina do Brasil terá o retorno de quatro atletas que estiveram nos Jogos Olímpicos: Charles Chibana (66kg), Alex Pombo (73kg), Victor Penalber (81kg) e Rafael Buzacarini (100kg). Para Rafael, a participação olímpica entrou para a história e segue fazendo efeito.
 
“Voltar a competir é muito bom, ainda mais sendo num Grand Slam. É minha primeira competição depois das Olimpíadas e tenho certeza que vai ser diferente. Sinto que estou diferente por causa das Olimpíadas”, disse Buzacarini. “Voltei a treinar 20 dias depois de ter lutado já pensando nessa convocação para Abu Dhabi”, acrescentou.
 
Além dos judocas olímpicos, o Brasil terá ainda outros nomes na competição, como Eric Takabatake (60kg), Marcelo Contini (73kg), Eduardo Bettoni (90kg), Luciano Corrêa (100kg), David Moura (+100kg), Nathália Brígida (48kg), Ketleyn Quadros (63kg), Barbara Timo (70kg) e Samanta Soares (78kg), além dos jovens recém-saídos da base Jéssica Pereira (52kg), Layana Colman (52kg), Rafael Macedo (81kg) e João Marcos Cesarino (+100kg).
 
O Grand Slam de Abu Dhabi faz parte do Circuito Mundial de judô e vale 500 pontos para os campeões no ranking da Federação Internacional de Judô (FIJ). A pontuação adquirida nos Emirados Árabes já conta para o ranking olímpico que definirá os classificados para os Jogos de Tóquio 2020.
 
Fonte: Confederação Brasileira de Judô
Ascom - Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla