Ministério do Esporte Mineiro Vitor Amorim Fróis conquista o bicampeonato no xadrez dos Jogos Escolares
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Mineiro Vitor Amorim Fróis conquista o bicampeonato no xadrez dos Jogos Escolares

Fã do azerbaijano Garry Kasparov, o enxadrista mineiro Vitor Amorim Fróis conquistou nesta sexta-feira, dia 23, no Centro de Convenções de João Pessoa (PB) a medalha de ouro no xadrez pensado masculino dos Jogos Escolares da Juventude, para alunos-atletas de 12 a 14 anos. Vitor encerrou a competição com 4,5 pontos em 5 possíveis, mesma pontuação do vice-campeão, o pernambucano Álvaro Sousa Colégio e Curso Plenus, de Petrolina (PE). Vitor, no entanto, venceu o ouro nos critérios de desempate.
 
Vitor conquistou uma das vagas para representar o Brasil no Campeonato Sul-americano da categoria.(Foto: Ana Patrícia/COB), Vitor conquistou uma das vagas para representar o Brasil no Campeonato Sul-americano da categoria.(Foto: Ana Patrícia/COB),
 
Com o resultado, Vitor e Álvaro conquistaram as duas vagas para representar o Brasil no Campeonato Sul-americano da categoria, que acontece em dezembro, na Colômbia. A medalha de bronze do xadrez pensado ficou com Ryan Caetano, do Colégio Sagrada Família, de Blumenau (SC).
 
Campeão dos Jogos Escolares da Juventude Fortaleza 2015, Vítor aprendeu a jogar xadrez com apenas seis anos na escola. Estudante do Colégio Atena, de Araxá (MG), o jovem de 13 anos já é Candidato a Mestre (CM) de xadrez e é treinado pelo Grande Mestre (GM) Gilberto Milos.
 
Para evoluir ainda mais no esporte, ele estuda confrontos históricos do maior enxadrista de todos os tempos. “Sou fã do Kasparov. Ele cria posições de ataque que antes não pareciam existir. Faz o impossível parecer fácil”, disse.
 
Também com 13 anos, o medalhista de prata Álvaro Sousa é figurinha fácil em torneios nacionais e internacionais. Irmão de Clara Cristiane, que conquistou a medalha de bronze nos Jogos Escolares de 2009, Álvaro já representou o Brasil em Campeonatos Pan-americanos e Sul-americanos na Bolívia, Uruguai, Argentina e também no Brasil.
 
“Já disputei mais de 15 campeonatos brasileiros e tenho seis títulos nacionais”, disse. “Mas ainda tenho muito a aprender. Ainda cometo muitos erros em aberturas quando jogo com as peças pretas. Na quarta rodada do torneio (contra Antonio Ignacio, do Distrito Federal), cometi um erro bobo, mas consegui reverter o resultado e conquistar a vitória”.
 
O torneio masculino dos Jogos Escolares da Juventude contou com 25 atletas, sendo 12 com ranking na Confederação Brasileira de Xadrez (CBX) e oito ranqueados pela Federação Internacional de Xadrez (FIDE). A competição foi disputada no sistema suíço, com cinco rodadas, e uma hora de tempo para cada atleta com dez segundos de acréscimo após cada movimento. Todos os resultados, incluindo partidas inteiras dos Jogos Escolares da Juventude João Pessoa 2016 podem ser visualizados no site: http://chess-results.com/tnr239515.aspx?lan=10&art=0&wi=821
 
Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio máster da Coca-Cola.
 
Fonte: COB
Ascom - Ministério do Esporte
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla