Ministério do Esporte No Senado, secretário Perrella defende debate e união dos setores para combater violência no futebol
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

No Senado, secretário Perrella defende debate e união dos setores para combater violência no futebol

Roberto Castro/MERoberto Castro/ME
O secretário nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Gustavo Perrella, participou nesta quinta-feira (22.09), no Senado Federal, de audiência pública promovida pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte para debater o Estatuto do Torcedor. O encontro contou com a participação de representantes da Secretaria de Esporte do Distrito Federal, da Subsecretaria de Integração e Operações de Segurança Pública (Siosp); Ministério Público do Distrito Federal, de torcidas organizadas com sede ou filiais em Brasília; da Associação Nacional de Torcidas Organizadas (Anatorg).
 
Durante quase três horas de debates, vários assuntos foram abordados: eficácia do Estatuto do Torcedor e artigos que precisam de regulamentação; relação das torcidas organizadas e o espetáculo; segurança no fiutebol; preparação de plano de ação para os dias de jogos; ampliação de diálogo entre poder público e torcedores; criação de delegacias especializadas dentro das áreas esportivas.
 
Roberto Castro/MERoberto Castro/MEPara Gustavo Perrella, o debate promovido entre autoridades e torcedores é importante para, dentre outras coisas, determinar as responsabilidades de todos os envolvidos no futebol. “É fundamental conhecermos nossas capacidades e o papel de cada um e o que nós podemos melhorar para atingir um bem comum”, disse. Perrella, que está há três meses na Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Diretos do Torcedor, defendeu um amplo debate para que o Estatuto tenha cada vez mais sucesso e os torcedores tenham seus direitos atendidos. “O Estatuto do Torcedor não foi feito para punir as torcidas, pelo contrário, estabelece normas de proteção e defesa do torcedor”, afirmou. 
 
O secretário salientou também a publicação, neste ano, do Marco de Segurança no Futebol, uma orientação que estabelece critérios claros para enfrentar a violência no futebol. O documento é um guia de recomendações para atuação das forças de segurança pública em praças desportivas. “É um grande avanço. Esse trabalho envolveu vários ministérios, representantes das policias militar, civil, dos bombeiros, sociedade civil”, explicou.
 
Autor do requerimento para a audiência pública, o senador Hélio José elogiou a grande representatividade na audiência da Comissão e garantiu que a reunião foi apenas o pontapé inicial de uma longa discussão. “Queremos que e a paz e a segurança estejam presentes nos estádios e, com isso, as famílias voltem ao futebol”, comentou.
 
Rafael Brais
Ascom - Ministério do Esporte
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla