Ministério do Esporte Sucessos da época de ouro do rádio encantam visitantes da Casa Brasil
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Sucessos da época de ouro do rádio encantam visitantes da Casa Brasil

Casa BrasilCasa Brasil
Os visitantes da Casa Brasil relembraram nesta segunda-feira (12) os sucessos musicais que marcaram os 80 anos da Rádio Nacional com o conjunto de choro Época de Ouro. Criado por Jacob do Bandolin no início da década de 1960, o Época de Ouro se mantém como um dos mais tradicionais grupos de choro e samba do país até hoje.
 
Sob a liderança de Jorginho do Pandeiro, com 84 anos de idade, o conjunto lembrou o início dos anos 1940, quando a Rádio Nacional era a emissora com o sinal mais potente do país. Naquela época, o rádio era o principal canal para informação e entretenimento de todas as regiões, até as mais longínquas cidades das fronteiras do Brasil.
 
O Época de Ouro vai ao ar ao vivo às segundas feiras, das 17h às 19h, e recebe músicos e intérpretes convidados. O espetáculo desta segunda-feira contou com a interpretação dos clássicos de compositores como Pixinguinha, Radamés Gnattali, Noel Rosa e Jacob do Bandolin entre outros. Com transmissão ao vivo pela EBC, convidados como o cantor Marcos Sacramento ajudaram a levantar o público da Casa Brasil que lotou o auditório do Armazém 2.
 
O casal Angélica Marchon, 30 anos, assistente administrativa, e Hélio Roberto, 36, analista de redes, esteve se encantou com o espetáculo. "Estava passando pelas outras exposições e quando ouvi a música segui direto o som até chegar ao local da roda de samba. Quando vi já estava sambando", conta Angélica. "Somos fãs da música brasileira, especialmente essa música mais autêntica saudosista, sem aquele apelo comercial", acrescentou Hélio.
 
 

Fonte: Equipe Casa Brasil

Ascom - Ministério do Esporte 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla