Ministério do Esporte Delegação inicia aclimatação para os Jogos Paralímpicos no CT de São Paulo
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

 
Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens, textos e fotos mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

                          

Delegação inicia aclimatação para os Jogos Paralímpicos no CT de São Paulo

A delegação que representará o Brasil nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 iniciou, nesta segunda-feira (22.08), a reta final de preparação para a competição. Grande parte da equipe composta por 279 atletas já está em São Paulo para sua aclimatação. Das 22 modalidades do programa paralímpico, 13 estão treinando no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro.

Os Jogos Paralímpicos serão disputados entre os dias 7 e 18 de setembro, no Rio de Janeiro. Cerca de 4.350 atletas de 160 países são esperados para disputar as 528 medalhas em jogo. Os atletas do Brasil começam a viajar para a Cidade Maravilhosa a partir de 31 de agosto – o último grupo chega ao Rio dia 4 de setembro.

Foto: Danilo Borges/MEFoto: Danilo Borges/ME

“Temos de ter o pensamento positivo daqui para frente. Este era um sonho que tínhamos desde quatro anos atrás, no início do ciclo após Londres-2012. Bate uma ansiedade poder estar aqui agora”, disse Vinicius Tranchezzi, goleiro da Seleção Brasileira de futebol de 5, atual tricampeã dos Jogos Paralímpicos.

O objetivo estabelecido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) é obter o quinto lugar no quadro geral de medalhas. A meta foi definida em 2009, quando o Rio foi escolhido como sede dos Jogos de 2016. Em Londres 2012, o Brasil ficou com o sétimo lugar, com 21 medalhas de ouro, 14 de prata e oito de bronze.

“É um prazer enorme estar na Seleção Brasileira neste período pré-Paralimpíada. Ficamos muito felizes que a Seleção masculina conseguiu merecidamente a medalha de ouro na Olimpíada. Vamos trabalhar duro para que a gente também consiga o nosso objetivo”, disse Rodrigo Melo, líbero da equipe masculina de vôlei sentado, atual vice-campeã mundial da modalidade.

A equipe nacional está em grande parte dividida em São Paulo. Treze modalidades se preparam no CT, enquanto halterofilismo (Unifesp), futebol de 7 (CT do São Paulo Futebol Clube, em Cotia), canoagem e remo (Raia Olímpica da USP) usam outras instalações. Quatro esportes estão no Rio de Janeiro: vôlei sentado feminino (Volta Redonda), tiro esportivo (Escola Naval) vela (Clube Charitas) e basquete em cadeira de rodas (ANDEF).

Estrutura
O Centro de Treinamento fica no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga e é um dos pontos principais da Rede Nacional de Treinamento constituída pelo Governo Federal. Construída seguindo parâmetros de acessibilidade, com rampas de acesso e elevadores, a estrutura conta com 86 alojamentos, capazes de receber entre 280 e 300 pessoas, e áreas para o treinamento de 15 modalidades paralímpicas: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, natação, esgrima em cadeira de rodas, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, judô, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas, triatlo e vôlei sentado.

A unidade está dividida em 11 setores que englobam áreas esportivas de treinamento, hotel, centro de convenções, laboratórios, condicionamento físico e fisioterapia. O empreendimento recebeu investimento de R$ 305 milhões, sendo R$ 187 milhões em recursos federais. Do total do aporte do Ministério do Esporte, R$ 167 milhões foram investidos na construção e outros R$ 20 milhões em equipagem.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro
Ascom - Ministério do Esporte

Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla