Ministério do Esporte Viva Melhor – Pratique Esporte - Anota aí: esporte faz bem à saúde. E nunca é tarde para começar
Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para a busca 3 Ir para o rodapé 4 Página Inicial Mapa do Site Ouvidoria Acessibilidade MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE ACESSIBILIDADE
Ministério do
Esporte

Conheça os principais programas e ações do Ministério do Esporte.
Videorreportagens e áudios mostram como os projetos são colocados em prática e os resultados alcançados em todo o país.

Informações: (61) 3217-1875 E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Viva Melhor – Pratique Esporte - Anota aí: esporte faz bem à saúde. E nunca é tarde para começar

Viva Melhor – Pratique Esporte

Anota aí: esporte faz bem à saúde. E nunca é tarde para começar. Confira as dicas de especialistas para uma vida mais saudável e ativa com a prática de esporte. 

 

Exercícios dentro da água são recomendáveis
 
 Para pessoas com problemas nos ossos ou nas articulações, fazer exercícios dentro da água garante resultados tão eficientes quanto qualquer outro exercício. O médico Ricardo Evangelista explica as vantagens.
 
 
 
 
 
Pessoas que têm questões de coluna, articulação de joelho com alguma artrose, questões reumatológicas, algumas limitações que impedem o sujeito de fazerem atividades no seco. A água anula esse impacto. Mas preserva o esforço muscular que o indivíduo tem que fazer. Então atividades na água como hidroginástica, natação, preservam as articulações, mas ainda assim geram um esforço cardiovascular positivo e saudável.
 
 
 
Prevenir lesão significa manter articulações com amplitude
 
 Cuidado com as articulações!  É importante que elas fiquem sempre “sem ferrugem”, para garantir seu bem estar no dia a dia e na hora de praticar qualquer esporte.  André de Melo, especialista em fisioterapia esportiva, dá a dica.
 
 
 
 
As articulações eu costumo dizer que são iguais a dobradiças. Se eu ficar um tempo trabalhando, movimentando sempre na mesma amplitude, essa dobradiça perde a capacidade de alcançar o final da amplitude. Então prevenção de lesão significa manter as articulações do quadril, joelho, tornozelo, ou ombro, cotovelo e punho com amplitudes que ela tem que ter, que é natural dela. Então exercícios de agachamento são interessantes, exercícios de alongamento e mobilidade das articulações.
 
 
 
Treinos e competições exigem dietas diferentes
 
 Treino é treino, jogo é jogo!! Pois é...essa regra vale também para o tipo de comida que os atletas precisam ingerir.A nutricionista esportiva Janaína Goston ensina que treinos e competições exigem dietas diferentes.Ouça a dica.
 
 
 
 
 
Tem uma nomenclatura, no ambiente esportivo, da nutrição esportiva, que a gente fala que você vai garantir do atleta: o REABASTECIMENTO do estoque de carboidratos no músculo, a REIDRATAÇÃO, e a RECUPERAÇÃO muscular por meio das proteínas. Esses indivíduos não basta ingerir só calorias, tem que ter o nutriente certo, muitas vezes consumir proteína após o treino, consumir os carboidratos, então não adianta querer essa história de: “ah, eu vou deixar de comer o carboidrato porque eu quero emagrecer”. Por isso que a gente faz para atletas uma dieta em preparação, em fase de treinamento e outra que seria a dieta apropriada para a fase de competições.
 
 
 
 Esporte contribui para o aprendizado infantil
 
Esporte é muito mais que diversão para as crianças.Meninos e meninas que praticam atividades físicas ainda pequenos, desenvolvem desde a coordenação motora  até a capacidade de resolver problemas na vida adulta. O psicólogo do esporte Kleber Fialho explica a importância.
 
 
 
O esporte é uma das ferramentas que mais contribui para o aprendizado infantil. Podemos utilizar o esporte para aumentar a interação social, o convívio, o respeito às regras, o estabelecimento de disciplina, a parte de equilíbrio, do controle motor – quer dizer, todas as atividades cognitivas, todos os processos psicológicos básicos de desenvolvimento da criança são estimulados com a prática esportiva.
 
 
 
 Ciclismo é um esporte praticamente completo
 
 Pedalar é uma ótima opção de prática saudável!  Pegar a bicicleta e dar umas voltas faz bem tanto para o corpo como para a mente.  Ciclista há 25 anos, Marconi Ribeiro reforça os benefícios que o pedal pode trazer.
 
 
 
 
O ciclismo é um excelente exercício para a perda de peso, tônus muscular, ele perde peso naturalmente e com prazer também, o que é o mais importante. Porque não adianta nada você fazer um exercício em que você não está sentindo prazer, né? Então no ciclismo você está ao ar livre, é um treinamento excepcional para a perda de peso. Mas ele também ajuda todo o CORE, que é a parte abdominal, braços, trapézio – é um esporte praticamente completo, porque você usa todo o corpo para se movimentar.
 
 
 
 A corrida como esporte requer atenção
 
 Mesmo que você já tenha o hábito, correr em competições não é uma coisa TÃO simples assim! Antes de começar é importante fazer exames e ver se o corpo aguenta o pique. Quem trata desse assunto é Rodrigo Lobo, educador físico e triatleta.
 
 
 
 
A corrida como esporte requer bastante atenção. Ela eleva a frequência cardíaca a índices que não são muito usuais pelo praticante, fora a questão da sobrecarga mecânica, né? E se a pessoa não se atentar, não cuidar, não fizer um check-up completo antes, para verificar se tem algum problema, se está realmente habilitada à prática, ela poderá ter algum tipo de problema no futuro, né?
 
 
 
 Não inventar nas academias ao ar livre
 
 Perto da sua casa tem uma daquelas academias ao ar livre?  Elas são boas para trabalhar a força muscular e ativar as articulações. Você pode aproveitá-las para praticar exercícios  e afastar de vez o sedentarismo. O educador físico Guigo Lopes dá a dica.
 
 
 
Dá para se fazer muita coisa nessas academias. O grande problema delas é a falta de orientação, né? Então as pessoas vão pra lá e começam a inventar exercícios, isso a gente vê muito! Isso não é muito legal. Então, tem um manual de instrução, tem professores de educação física que estão acostumados a dar aulas nestes locais. Explorar esses ambientes da melhor maneira, dá pra fazer um excelente uso delas. Cuidado com as invenções, né?
 
 
Como prevenir o estresse com o esporte
 
Os benefícios da prática de exercícios para o corpo todo mundo já conhece. Mas o que você precisa saber é que eles também podem prevenir o estresse e trazer satisfação emocional. Kleber Fialho,  psicólogo do esporte, / fala sobre o assunto.
 
 
 
O esporte auxilia na busca dessas habilidades – no desenvolvimento de habilidades e competências. O esporte e a atividade física. Ajuda também a recuperar do estresse rotineiro, é um bom catalizador biológico, no sentido de movimentar o organismo para que a gente fique resistente ao estresse. Esses critérios são os que vão fazer a gente ter uma saúde mental mais equilibrada. Então, o esporte vem para prevenir esse quadro tão intenso e tão patológico.
 
 
 
 Ciclismo exige bom condicionamento físico
 
 O ciclismo é um esporte que exige bom condicionamento físico.Cuidado para não acelerar demais e exagerar sem ainda estar acostumado.Preste atenção no que o ciclista e educador físico Marconi Ribeiro tem a dizer.
 
 
 
Como em qualquer atividade física, é importante não ser aquele atleta de final de semana. É muito importante a pessoa durante a semana, pelo menos uma ou duas vezes, fazer alguma outra atividade, nem que seja uma academia, uma musculação, uma caminhada. O ciclismo é um esporte que exige muito do condicionamento físico, então a pessoa precisa ter uma orientação para iniciar num ritmo mais leve, moderado, evitando lesões e problemas futuros nas articulações também.
 
 
 
 Preparar o lanche para o exercício no final de semana
 
 Se o final de semana promete aquele Sol... e você planeja um passeio de bicicleta,fazer uma trilha ou pegar uma onda... fique ligado nas dicas da nutricionista Janaína Goston. Seu corpo vai agradecer!
 
 
 
Jamais falaria para a pessoa ficar em jejum, então essa é a primeira orientação. Segundo, você estando fazendo atividade fora de casa por mais de duas horas, duas horas e meia, até três horas de duração, as pessoas precisam se organizar, sim, para levar alguns alimentos. Não só para melhorar o desempenho, para manter os estoques de energia no sangue, ou seja, glicose no sangue e no músculo, mas também para as pessoas não se sentirem mal. Porque a gente tem um limite desse estoque de energia. A água é fundamental. E fazer uma refeição antes e após essa atividade é muito importante.
 
 
 
 Correr na esteira ou nas ruas?
 
 Correr na esteira da academia  ou nas ruas?  Você sabe qual a melhor opção? Quem desvenda esse mistério e ajuda você a fazer uma boa escolha é o educador físico e triatleta Rodrigo Lobo.
 
 
 
Sinceramente, na prática, não existe uma diferença significativa. Correr, por si só, seja na rua ou na esteira, já é um grande benefício. Biomecanicamente não tem uma alteração significativa, tanto é que os estudos – os grandes estudos sobre corrida – são feitos em esteira. Então, se tivesse uma diferença muito significativa de padrões de movimento não seria possível prescrever uma corrida em esteira. Mas, se não há possibilidade de esteira, vamos optar pela rua. Se não há possibilidade de rua, vamos optar pela esteira.
 
 
 
A prática de atividade física afeta o cérebro
 
 A prática de exercícios físicos garante um bem estar mental e pode ser aliada de pacientes em tratamento psiquiátrico. O médico Ricardo Evangelista é especialista no assunto e explica que os resultados são garantidos.
 
 
 
 
De maneira complementar a tratamentos principais, a atividade física de qualquer natureza poderia ter um papel bastante interessante nesse tipo de cuidado da saúde mental. Falando de depressão, que é um tema bastante relevante, a prática da atividade física afeta o cérebro de maneira positiva. Dá uma sensação de bem estar e isso repercute em uma melhora do desempenho até cognitivo do indivíduo.
 
 
 
 O corpo é inteligente e dá sinais
 
 É preciso muita cautela na hora de retomar as atividades físicas após um longo tempo parado.O fisioterapeuta André de Melo  explica como funciona essa recuperação e porque o seu ritmo tem que ser retomado aos poucos.
 
 
 
 
 
 
O fato de ter ficado muito tempo parado, o corpo perde músculo, perde trofismo muscular – hipotrofia – então ele tem que ser recuperado gradualmente. Ele tem que tomar certos cuidados de evoluir gradualmente, e pode ser que essa evolução dele seja mais rápida do que alguém que nunca teve o contato. O corpo é muito inteligente, o corpo dá os sinais se a gente está passando da conta ou se também está sendo muito fácil. Então a gente sempre tem que dar um estímulo a mais para o corpo evoluir, dar um passo a frente.
 
 
 
Qualquer idade é hora de começar no Esporte
 
 Será que tem idade para começar na academia, ou começar a correr, nadar, pedalar...? O médico psiquiatra Ricardo Evangelista esclarece essa dúvida.
 
 
Uma pessoa pode – e até deveria – iniciar atividade física em qualquer faixa etária, guardados os cuidados da avaliação médica prévia. Que ela se inicie na atividade física com supervisão num primeiro momento, mas que essas pessoas se encorajem para iniciar qualquer tipo de atividade física, em qualquer idade. Os frutos serão positivos se essas atividades físicas forem bem conduzidas, se elas forem frequentes. E esses bons frutos não são somente no aspecto meramente físico, mas também psíquicos, enfim atividade física para essas pessoastem um papel fundamental..
 
 
Corrida é uma das atividades físicas mais completas
 
 A corrida é uma das atividades físicas mais completas em benefícios para a saúde e para a boa forma. O triatleta e educador físico Rodrigo Lobo é um dos profissionais que defende essa ideia. Vamos animar?
 
Tem desde o benefício físico em relação a ganhos de saúde, ganhos de bem estar, até a questão dos benefícios da geração de amigos que você forma com o esporte. Então, a prevenção de doenças, a questão do bem estar, né? De liberar alguns hormônios que façam com que você passe o dia bem, tem a regulação do sono, fazer amigos, como a gente falou antes, então você acaba criando um laço de grupo de relacionamentos saudável e isso é muito positivo.
 
 
 
A comida boa para o pré treino
 
 Antes de ir para a academia ou praticar exercícios, é importante saber o que comer. Não é qualquer comida que vai ajudar. Algumas até atrapalham! Janaína Goston,  nutricionista esportiva, fala sobre a comida boa para o pré treino.
 
 
O ideal é que você tenha fonte de carboidratos, então eu posso ter às vezes desde uma fatia de pão, uma torrada, eu posso ter uma fruta, então o único momento que não entram as fibras é justamente o pré-treino, então a gente daria às vezes o pão branco, uma torrada, mas não precisaria usar o pão integral, ou às vezes a aveia. Grandes quantidades de fibras antes da atividade física podem retardar o esvaziamento gástrico, e a pessoas às vezes sentir uma dificuldade com a digestão. Então ela vai ter o alimento parado no sistema digestivo enquanto esse alimento deveria ter sido digerido, absorvido para a energia chegar ao músculo.
 
 
Esportes ajudam no controle da ansiedade
 
Tá nervoso?  Vai praticar esporte! Se você é do tipo que sofre por antecedência,não esquente a cabeça: os exercícios ajudam no tratamento da ansiedade, da depressão e estresse. O psicólogo esportivo Kleber Fialho é quem garante.
 

 

A prática de exercícios físicos consegue equilibrar também a nossa liberação de hormônios e de neurotransmissores reguladores de nossa atividade mental, trazendo pra gente um bem estar psíquico. Pessoas ansiosas, pessoas depressivas, podem começar algum exercício físico? Não só podem começar algum exercício físico como devem começar. Pessoas ansiosas elas são dotadas de expectativas, e a prática de exercícios físicos ajuda a gente a estar conectados no presente.
 
 
 Puxar demais no fim de semana é um risco
 
 Sabe aquela trilha no parque, ou um passeio de bicicleta com os amigos? Então... Se você não tem uma rotina de exercícios deve ficar esperto com isso! André de Melo, fisioterapeuta especializado na área, alerta para o risco de puxar demais no fim de semana.
 
 
Isso não é seguro! Tanto para a musculatura quanto para o coração, a gente já sabe que isso tem um risco, não é seguro. O ideal é que o exercício seja mais frequente, mais gradual e mais moderado. Então o risco que o atleta de final de semana corre é o corpo não estar preparado, ele chega num dia, acelera o corpo num ponto que o corpo não consegue manter o equilíbrio. E o fato dele não conseguir manter o equilíbrio leva a uma sensação de desmaio, entre outros riscos, né?
 
 
A medicina preventiva mais eficiente e mais barata
 
Você vai deixar pra segunda-feira a prática de atividades físicas? Para com isso! Se ainda faltava algum estímulo para levantar da cama e se exercitar, ouça o conselho do educador físico Márcio Atalla.
 
 
A atividade física é hoje encarada como a medicina preventiva mais eficiente e mais barata. Só que o médico não tem a formação nem a capacidade de indicar a dose dessa atividade – e qual a melhor atividade. Então o passo do médico é muito bem dado, indicando a atividade física, e aí talvez seja um grande erro: a pessoa escolhe por ela uma atividade física (ou por um conselho do médico) e não consegue a regularidade. O mais importante é você mudar o hábito, não se importe muito com qual atividade física é.
 
 
 
 Cuidado com as redes sociais
 
 Na hora de escolher que atividades físicas fazer, fique bem atento! Principalmente se você estiver procurando nas redes sociais.Ouça a orientação do educador físico Guigo Lopes.
 

Redes sociais: é um lugar onde a gente busca conteúdo. Não vai atrás de gente que não sabe do assunto. Tem muita gente que treina, que gosta de mostrar o que está fazendo, essas pessoas são incentivadoras.

 

 Jogos que estimulam crianças com movimentos

 Numa coisa todo mundo concorda:  criança não é pra ficar o dia todo no sofá, em frente à TV. Alguns jogos eletrônicos até já ajudam, fazendo a criançada se movimentar. Mas se você vive esse problema em casa,ouça as dicas do educador físico Guigo Lopes.

 

Tem vários jogos que estimulam essa questão da competição, de deslocamento, de corrida, tem uns jogos de dança aí, recentemente eu tenho visto muita criança brincando na televisão, fica aparecendo e você tem que imitar o movimento da dança. Mas nada tira o brilho de uma criança com um skate, uma bicicleta no parque. Então, ao mesmo tempo em que a gente tem que usar os recursos novos, a gente tem que buscar onde que a criança está brilhando olho. Ela só vai fazer atividade física se ela for seduzida por isso, pelo que for bom pra ela.
 

Começar sempre devagar no treino

 Você está pensando em comprar uma bicicleta e sair por aí pedalando?  Essa é uma boa ideia!  Mas fique atento às dicas do ciclista Marconi Ribeiro,  que há 25 anos pratica o esporte.

A dica principal é começar sempre devagar, né? Com percursos mais curtos, planos, evitar subidas muito longas. Porque a bicicleta é uma inércia contra a gravidade. Então, se você começar no plano, com certeza vai ser mais prazeroso e, na medida em que você for ganhando condicionamento físico, você vai incrementando os percursos, com subidas e níveis mais difíceis.

 

 
 
Desenvolvido com o CMS de código aberto Joomla